História da Quinoa
Cabelo Branco- Como prevenir

Os aminoácidos são moléculas orgânicas formadas por átomos de carbono, hidrogénio, oxigénio e nitrogénio unidos entre si de forma muito característica.

Alguns aminoácidos também podem conter enxofre.

Os aminoácidos estão divididos em quatro partes: o grupo amina (NH2), o grupo carboxílico (COOH), o hidrogénio, o carbono-alfa (todas partes se ligam a ele) e um substituto característico de cada aminoácido.

Os aminoácidos unem-se através de ligações peptídicas, formando as proteínas.

Para que as células possam produzir as suas proteínas, elas precisam de aminoácidos, que podem ser obtidos a partir da alimentação ou serem fabricados pelo próprio organismo.

De vinte aminoácidos, o organismo produz mais de 50.000 diferentes tipos de proteínas que desempenham um papel vital no corpo humano.

Os aminoácidos contribuem significativamente para a saúde do sistema nervoso, a estrutura muscular, produção de hormonas, órgãos vitais e estrutura celular.
Eles são absolutamente cruciais para uma boa saúde.

Se uma pessoa não está a receber o suficiente de aminoácidos na sua dieta alimentar, a sua saúde pode ser afectada.

Os baixos níveis de aminoácidos importantes estão ligados a sintomas como a irritabilidade, a baixa concentração, a fadiga, a depressão e o desequilíbrio hormonal, só para nomear alguns.

Os aminoácidos podem ser divididos em dois grupos: essenciais e não-essenciais.

Os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser produzidos pelo organismo humano, assim e dessa forma, são somente adquiridos através da ingestão de alimentos, vegetais ou animais.

Aminoácidos essenciais:

– Arginina;
– Fenilalanina;
– Histidina;
– Isoleucina;
– Leucina;
– Lisina;
– Metionina;
– Treonina;
– Triptofano;
– Valina.

Os aminoácidos não-essenciais são aqueles que o corpo humano pode sintetizar.

Aminoácidos não-essenciais:

– Ácido Aspártico;
– Ácido Glutâmico;
– Alanina;
– Arginina;
– Asparagina;
– Cisteína;
– Glicina;
– Glutamina;
– Histidina;
– Prolina;
– Serina;
– Tirosina.

Todos os aminoácidos desempenham funções vitais no organismo.

Eles funcionam melhor quando se toma em abundância todos os tipos de aminoácidos, por isso é importante obtê-los numa dieta rica numa grande variedade de proteínas.

As proteínas presentes nos alimentos que contêm todos os aminoácidos essenciais são chamadas de proteínas completas.

Encontram-se fontes de proteínas completas em produtos lácteos, carne, peixe, frango e soja.

Existe um equívoco comum, o que torna muito difícil para os vegetarianos e vegans comerem a combinação certa de aminoácidos.

Embora deva haver um pouco de planeamento envolvido, mesmo assim pode-se facilmente obter todos os aminoácidos essenciais sem se comer carne ou produtos lácteos.

Não é necessário combinar todos os aminoácidos numa só refeição, desde que se coma uma boa variedade de alimentos ricos em proteínas diariamente.

Se fôr desejada uma boa combinação de aminoácidos, sem produtos de origem animal, então deve-se incluir em abundância esses alimentos numa dieta:

– Nozes (amendoim, castanha de caju, amêndoas, nozes, castanha do Brasil);
– Sementes (abóbora, girassol, gergelim);
– Feijão-de-bico;
– Alimentos Integrais de Soja;
– Grãos Integrais (cevada, centeio, trigo, arroz);
– Legumes (milho, batatas, cebolas, cogumelos, brócolos).

Quando se trata de obter o proveito dos aminoácidos o trabalho não é difícil, mas garantidamente que o retorno é enorme: um corpo saudável e uma mente que pode funcionar no seu melhor.

História da Quinoa
Cabelo Branco- Como prevenir