Benefícios dos Espargos para a Saúde

Gengibre para Emagrecer
Uva Ursi - Interacções Medicamentosas

Nos tempos antigos, o espargo era conhecido como um afrodisíaco. Independentemente dos seus poderes afrodisíacos, este suculento e saboroso vegetal contém uma mistura estimulante de nutrientes, fazendo com que este membro da família do lírio seja um alimento fantástico para a sua saúde.

aspargus photoO espargo é rico em vitamina K e ácido fólico e é extremamente bem equilibrado, Os Espargos são ricos em nutrientes anti-inflamatórios, assim como, fornecem uma ampla variedade de nutrientes antioxidantes, incluindo vitamina C, beta-caroteno, vitamina E e os minerais zinco, manganês e selénio.

Além disso, o vegetal contém o aminoácido asparagina, bem crómio. Também é especialmente rico em glutationa, um composto desintoxicante que pode ajudar a destruir agentes cancerígenos. Por esta razão, os espargos podem ajudar a combater ou proteger contra certos tipos de câncer, incluindo o câncer de mama, pulmão e cólon.

Os Espargos são extremamente baixos em calorias, não tem gordura e é baixo em sódio. Pode ser consumido cru ou cozido. Pode vir como uma surpresa para alguns saber que existem três variedades de espargos: a americana e britânica que é verde; Francesa que é roxa; e espanhol e holandês que é branco.

Benefícios para a saúde

Saúde do coração

O Espargo é bom para o coração em uma variedade de maneiras. Os espargos são extremamente ricos em vitamina K, que ajuda a coagular o sangue. E o alto nível do vegetal em vitaminas do complexo B ajuda a regular o aminoácido homocisteína, que pode ser um sério fator de risco de doença cardíaca.

Os Espargos também têm mais de 1 grama de fibra solúvel por xícara, o que reduz o risco de doença cardíaca, e o aminoácido asparagina ajuda a limpar seu corpo de excesso de sal. Por último, o espargos tem efeitos anti-inflamatórios e níveis elevados de antioxidantes, os quais podem ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca.

aspargus photo

Photo by kochtrotz

Regulação do açúcar no sangue

A vitamina B6 pode afectar os níveis de açúcar no sangue e se aconselha precaução para as pessoas que têm diabetes. No entanto, aqueles com níveis saudáveis ​​de açúcar no sango podem beneficiar da capacidade de espargos para regulamentar os níveis de açúcar no sangue.

A redução do risco de diabetes tipo 2

Tal como acontece com as doenças cardíacas, o risco de diabetes tipo 2 aumenta com a inflamação excessiva e estresse oxidativo. Portanto, as propriedades anti-inflamatórias e os altos níveis de antioxidantes do espargo o tornam uma boa comida preventiva de diabetes. Um estudo de 2011 publicado no British Journal of Nutrition também sugeriu que a capacidade dos espargos ‘para melhorar a secreção de insulina e melhorar a função das células beta também ajuda a reduzir o risco de diabetes tipo 2. As células beta são células únicas no pâncreas que produzem, armazenam e liberam insulina.

Benefícios anti-envelhecimento

A glutationa antioxidante é ajuda a retardar o processo de envelhecimento, de acordo com um artigo de 1998 na revista Lancet. E o folato nos espargos e a vitamina B12 ajuda a prevenir o declínio cognitivo. Um estudo da Universidade Tufts descobriu que adultos mais velhos com níveis saudáveis ​​de ácido fólico e B12 apresentaram melhor desempenho durante um teste de velocidade de resposta e flexibilidade mental do que aqueles com níveis mais baixos de ácido fólico e vitamina B12.

Pele

No entanto, outra coisa surpreendente sobre a glutationa antioxidante dos espargos: ela ajuda a proteger a pele dos danos do sol e da poluição.

Previne pedras nos rins

Os Espargos podem agir como um diurético natural, de acordo com um estudo de 2010 publicado no Jornal de Medicina West Indian. Isso pode ajudar a livrar o corpo do excesso de sal e de líquidos, tornando-se especialmente bom para as pessoas que sofrem de edema e hipertensão arterial. O espargo também ajuda a eliminar as toxinas nos  rins e prevenir pedras nos rins. Por outro lado, se recomenda que as pessoas que sofrem de ácido úrico e  pedras nos rins evitem comer espargos.

aspargus photo

Photo by roseannadana

Saúde na Gravidez

Se observou que comer uma quantidade significativa de espargos aumenta os níveis de folato e é importante para as mulheres em idade fértil que consumam folato diariamente. O folato pode reduzir o risco de defeitos do tubo neural nos fetos, por isso é essencial que as grávidas comam espargos.

Saúde digestiva

O espargo é conhecido pode ajudar a estabilizar a digestão devido à elevada quantidade de fibras e proteínas que ele contém. 

O espargo contém inulina, uma fibra dietética associada a uma melhor digestão. A inulina é um pré-biótico; não é  quebrada e digerida até atingir o intestino grosso.

O risco de câncer

Os Antioxidantes e anti-inflamatórios que são encontrados em grandes quantidades na aspargos, estão tipicamente associados com diminuição do risco de câncer.

Riscos de comer aspargos

Não há efeitos fatais colaterais de comer aspargos mas pode haver alguns efeitos colaterais desagradáveis, como o gáses e um cheiro perceptível na urina.

Também é possível ter uma alergia espargos, nesse caso você não deve comê-lo. As pessoas que são alérgicas a outros membros da família do lírio, tais como cebola, alho, cebolinha são mais propensos a ser alérgicas a espargos. Os sintomas incluem um corrimento nasal, urticária, dificuldade para respirar e inchaço ao redor da boca e dos lábios.

Por que é que comer espargos deixa cheiro na urina?

O espargo é o único alimento que contém o ácido asparagúsico. Quando este produto químico é digerido, se decompõe em compostos contendo enxofre, que têm um cheiro forte e desagradável.

aspargus photo

Photo by Giåm

Fatos sobre os espargos

  • O Espargo foi cultivado pela primeira vez cerca de 2.500 anos atrás na Grécia. Espargo é uma palavra grega, que significa caule ou ramos.
  • Os gregos acreditavam que espargos poderiam curar dor de dentes e aliviar picadas de abelha, entre outras coisas.
  • Galen um médico do século II, descreveu espargos como “purificação e cura.” Esses benefícios medicinais do aspargo persistem até hoje.
  • Os romanos se tornaram grandes amantes de espargos. Em suas conquistas, eles espalharam o cultivo de espargos para os gauleses, alemães, britânicos e de lá, para o resto do mundo.
  • O Espargo é um membro da família do lírio, que também inclui as cebolas e alho.
  • O Espargo cresce a partir de uma semente que é plantada em profundidade em solos arenosos.
  • Uma plantação de aspargos geralmente não é colhida nos três primeiros anos após as sementes serem plantadas, permitindo à semente desenvolver um sistema radicular fibroso forte.
  • Quanto maior o diâmetro do espargo, melhor será a qualidade!
Gengibre para Emagrecer
Uva Ursi - Interacções Medicamentosas

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Benefícios da Berinjela para a Saúde

A Berinjela é baixa em calorias - apenas 20 calorias por xícara, com muitos hidratos de carbono e uma fonte...

Fechar