Confrei
Aloé-vera - Benefícios para a Saúde

Há mais de dois séculos, os nativos americanos descobriram que a raíz da planta do cohosh preto (actaea racemosa, antes conhecida como cimicifuga racemosa), ajudava a aliviar as cólicas menstruais e os sintomas da menopausa, como afrontamentos, irritabilidade, mudanças de humor e distúrbios do sono. Actualmente, o cohosh preto é usado por estas mesmas razões.

Com efeito, esta planta tem sido amplamente utilizada na Europa durante mais de 40 anos e é aprovada na Alemanha para o desconforto pré-menstrual, as menstruações dolorosas, e os sintomas da menopausa.

O cohosh preto é uma planta alta e florida encontrada nos bosques sombios e ricos nas áreas do leste da América do Norte. Pertencente à família do rainúnculo amarelo, o cohosh preto é também conhecido como serpentária, cimicifuga racemosa, acteia e erva-de-são-cristóvão.

Os seus rizomas e raízes (ambos partes da planta que ficam sob o solo) são usados para fins medicinais.

É composto por:

O cohosh preto contém glicosídeos (compostos de açúcar), ácidos isoferúlicos (substâncias com efeitos antiinflamatórios) e, possivelmente, fitoestrogénios (estrogénios vegetais), entre outras substâncias activas.

Nomes alternativos:

Actaea racemosa; serpentária; cimicifuga racemosa; acteia; erva-de-são-cristóvão.

Confrei
Aloé-vera - Benefícios para a Saúde