Funcho - Escolher e Conservar
Efedrina - Dosagem e Administração

Formas de apresentação:

A erva de S. João pode apresentar-se sob várias formas:

cápsulas, comprimidos, xaropes, chás e loções para a pele, e ainda em pó, a partir da erva seca. A maior parte dos produtos é padronizada para conter 0,3% de hipericina.

 Como Tomar:

  • Pediatria

A maior parte dos estudos feitos sobre a erva de S. João têm sido realizados em adultos.

No entanto, um estudo feito com mais de 100 crianças com idade inferior a 12 anos, indicou que a erva de S. João pode ser uma maneira segura e eficaz de tratar sintomas leves a moderados de depressão, em crianças.

Fale primeiro com o seu médico antes de dar erva de S. João a crianças; nunca deve dar erva de S. João a crianças sem que seja sob supervisão médica.

Crianças que estejam a ser tratadas com erva de S. João devem ser cuidadosamente vigiadas, para o caso de aparecerem efeitos secundários indesejáveis, como reacções alérgicas ou dores de estômago.

  •  Adulto

Erva seca (em cápsulas ou comprimidos): A dose usual para depressão leve e transtornos do humor é de 300 mg (padronizado para 0,3% de extrato de hipericina), 3 vezes por dia, ás refeições; a erva de São João está disponível em cápsulas de libertação prolongada.

Extracto líquido (01:01): 40-60 gotas, duas vezes por dia.

Chá: deite uma xícara de água a ferver sobre 2 a 4 colheres de chá de erva seca e deixe repousar cerca de 10 minutos; beber até 3 xícaras por dia, durante 4 a 6 semanas.

Óleo ou creme: para tratar inflamações, como feridas, queimaduras e hemorróidas, uma preparação à base de óleo de erva de S. João pode ser aplicada topicamente.

Pode levar 3 a 4 semanas a sentir os efeitos da erva de S. João.

Funcho - Escolher e Conservar
Efedrina - Dosagem e Administração