História da Canela
Efedrina - Benefícios para a Saúde

O hipericão interage com um grande número de medicamentos; na maioria dos casos, o hipericão diminui a eficácia da medicação; noutros casos, no entanto, o hipericão pode aumentar os efeitos dos medicamentos.

Se estiver actualmente a ser tratado com algum dos seguintes medicamentos, não deve tomar hipericão sem primeiro falar com seu médico:

Anti-depressivos – a erva de S. João, pode interagir com medicamentos usados para tratar a depressão ou outros distúrbios de humor, incluindo antidepressivos tricíclicos, ISRS, inibidores da monoamina oxidas (IMAO).

A erva de S. João tende a aumentar os efeitos secundários daqueles medicamentos e levar a situações graves como o síndroma da serotonina.

Não tome erva de S. João se estiver a tomar anti-depressivos, incluindo:

  • SSRIs: Citalopram (Celexa), escitalopram (Lexapro), fluvoxamine (Luvox), paroxetine (Paxil), fluoxetine (Prozac), sertraline (Zoloft)
  • Tricíclicos: amitriptilina (Elavil), nortryptyline (Pamelor), imipramina (Tofranil)
  • MAOIs: Phenelzine, (Nardil), tranylcypromine (Parnate)
  • Nefazodona (Serzone)
  • Medicamentos anti-alérgicos (anti-histamínicos)

A erva de S.João pode reduzir os níveis dos anti-alérgicos no organismo, tornando-os menos eficazes; não deve tomar erva de S.João se estiver a tratar-se com:

  • Loratadina (Claritin)
  • Cetirizina (Zyrtec)
  • Fexofenadina (Allegra)
  •  Dextrometorfano (medicamentos para a tosse)

Quando se está a tomar medicamentos com dextrometorfano, um supressor da tosse, a erva de S.João pode aumentar o risco de efeitos secundários, incluindo a síndrome da serotonina.

  •  Digoxina

A erva de S.João pode diminuir os níveis do medicamento e reduzir a sua eficácia; se está a tomar medicamentos com digoxina, não deve tomar erva de S. João.

 Sistema imunitário

A erva de S. João pode reduzir a eficácia dos medicamentos relacionados com o sistema imunitário, como, por exemplo, após o transplante de órgãos ou no controle de doenças auto-imunes.

Com efeito, tem havido vários relatos em que baixaram os níveis de ciclosporina no sangue após o transplante de coração ou de rins, chegando mesmo a haver rejeição do órgão transplantado; não deve tomar erva de S.João, se estiver a tomar:.

  • Adalimumabe (Humira)
  • Azatioprina (Imuran)
  • Ciclosporina
  • Etanercept Enbrel
  • Methotrexate
  • Micofenolato mofetil (CellCept)
  • Tacrolimus (Prograf)

Medicamentos para combater HIV

A erva de S.João tem interagido com pelo menos dois tipos de medicamentos usados no tratamento do HIV e da Sida:

os inibidores da protease e

os inibidores não-nucleosídeos da transcriptase

A “Food and Drug Administration” (organismo oficial do controle de alimentação e de medicamentos) recomenda que a erva de S. João não deve ser usada com qualquer tipo de medicação anti-retroviral utilizada no tratamento de HIV ou Sida.

 Anticoncepcionais

Houve casos de hemorragia nas mulheres que tomavam a pílula anticoncepcional ao mesmo tempo que tomavam erva de S. João; é também possível que a erva possa interferir com a eficácia das pílulas anticoncepcionais, levando a uma gravidez não planeada.

 Reserpina

Com base em estudos feitos em animais, chegou-se á conclusão que a erva de S. João pode interferir no tratamento com reserpina, diminuindo a eficácia da sua acção no tratamento pressão arterial elevada.

 Sedativos

A erva de S. João pode aumentar o efeito de medicamentos com efeito sedativo, incluindo:

  • Anticonvulsivantes, como fenitoína (ácido Dilantin) e valpróico (Depakote)
  • Barbitúricos
  • Os benzodiazepínicos, como diazepam alprazolam (Xanax) e (Valium)
  • Medicamentos para tratar a insónia, como zolpidem (Ambien), zaleplon (Sonata), eszopiclone (Lunesta), e ramelteon (Rozerem)
  • Os antidepressivos tricíclicos, como a amitriptilina (Elavil)
  • Álcool

Teofilina

A erva de S. João pode reduzir os níveis deste medicamento no sangue; a teofilina é usada para abrir as vias aéreas em pessoas que sofrem de asma, enfisema ou bronquite crónica.

  • Triptanos (usados para tratar enxaquecas)

A erva de S. João pode aumentar o risco de efeitos secundários, incluindo a síndrome da serotonina, quando tomado em conjunto com os seguintes medicamentos:

  • Naratriptano (Amerge)
  • Rizatriptan (Maxalt)
  • Sumatriptan (Imitrex)
  • Zolmitriptan (Zomig)

 Varfarina

A erva de S. João reduz a eficácia da varfarina, um anticoagulante do sangue.

 Outros medicamentos

A erva de S. João contém certos enzimas que actuam a nível do fígado e que podem interagir com outros medicamentos que contenham os mesmos enzimas; esses medicamentos são os seguintes:

Os antifúngicos, tais como o cetoconazol (Nizoral), itraconazol (Sporanox) fluconazol (Diflucan)

Estatinas (medicamentos utilizados para baixar o colesterol)

Alguns bloqueadores dos canais de cálcio (tomados para baixar a pressão arterial)

História da Canela
Efedrina - Benefícios para a Saúde