História da Cenoura
Efedrina - Efeitos Secundários

A erva de S.João, também conhecida por hipericão, (Hypericum perforatum) tem uma história de uso medicinal que remonta à Grécia antiga, onde era utilizada para tratar uma enorme variedade de doenças, incluindo vários “distúrbios nervosos.”; a erva de S.João também tem propriedades anti-bacterianas, anti-virais e anti-inflamatórias; é também utilizada topicamente para ajudar a curar feridas e queimaduras.

A erva de S.João é uma das ervas medicinais mais habitualmente consumidas nos Estados Unidos.

É um pequeno arbusto, que pode atingir cerca de1 metro de altura; as folhas são pequenas, de cor verde, e as flores florescem em cachos, de cor amarela e forma oval.

A erva de S. João tem as suas origens na Europa, em alguns países asiáticos e africanos e na zona oeste dos Estados Unidos.

O seu nome, erva de S. João, vêm do facto da sua plena floração ser em Junho, perto da data da comemoração do nascimento de S. João Baptista (24 de Junho).

Nomes alternativos:

Hypericum perforatum; Klamathweed; Hipérico; Hipericão, entre outros.

História da Cenoura
Efedrina - Efeitos Secundários