Ginseng Asiático - Interacções Medicamentosas
Efedrina - Benefícios para a Saúde

O maracujá (Passiflora incarnata) foi utilizado tradicionalmente nas Américas e, posteriormente, na Europa, como “a erva calmante”, recomendada em casos de ansiedade, insónia, convulsões e histeria. É usado ainda hoje para tratar ansiedade e insônia. 

Embora os cientistas não tenham certeza, acredita-se que o extrato de Maracujá apresente níveis crescentes de uma substância química chamada ácido gama-aminobutírico (GABA) que actuam no cérebro. GABA diminui a atividade de algumas células do cérebro, tornando-o mais relaxado.

Descrição da planta:

Nativo do sudeste de peças das Américas, o maracujá é hoje cultivado em toda a Europa. Trata-se de uma trepadeira perene com rebentos herbáceos e uma haste resistente lenhosa que cresce a um comprimento de cerca de 10 metros (cerca de 32 pés). Cada flor tem 5 pétalas e 5 sépalas, que variam de cor entre o magenta e o azul. Segundo o folclore, o maracujá tem seu nome porque se assemelha a sua coroa à coroa de espinhos usada por Jesus durante a crucificação. Os frutos maduros de maracujazeiro são uma baga em forma de ovo que pode ser amarelo ou roxo. Alguns tipos de maracujá são comestíveis.

Nomes alternativos:

Passiflora incarnata

Ginseng Asiático - Interacções Medicamentosas
Efedrina - Benefícios para a Saúde