Trevo Vermelho – Benefícios para a Saúde

Foto Cenoura #1
Tomilho - Benefícios para a Saúde

O trevo vermelho é uma fonte com muitos nutrientes, incluindo o cálcio, o cromo, o magnésio, a niacina, o fósforo, o potássio, a tiamina e a vitamina C.

O trevo vermelho é também uma origem rica de isoflavonas (substâncias que agem como o estrogénio e são encontradas em muitas plantas).

Saúde Cardiovascular

Os pesquisadores teorizam que o trevo vermelho pode ajudar a proteger contra doenças cardíacas, contudo estudos em humanos não encontraram evidências fortes desta conjectura.

As isoflavonas do trevo vermelho têm sido associadas com um aumento no “bom colesterol” (HDL) na pré e pós-menopausa, porém outros estudos mostram evidências diferentes.

Uma investigação descobriu que as mulheres na menopausa, que tomavam suplementos de trevo vermelho, tinham as artérias mais flexíveis e mais fortes (chamada complacência arterial), o que pode ajudar a prevenir doenças cardíacas.

O trevo vermelho também pode ter propriedades diluidoras de sangue, o que mantém a formação de coágulos, sugerindo uma melhoraria do fluxo do sangue.

Menopausa

Os investigadores também acham que as isoflavonas, como as encontradas no trevo vermelho podem ajudar a reduzir os sintomas da menopausa, devido aos seus efeitos similares ao estrogénio, apesar de até agora os estudos não terem sido conclusivos.

Vários ensaios sobre as propriedades das isoflavonas do trevo vermelho sugerem que estas podem circunscrever significativamente as ondas de calor em mulheres na menopausa.

Um estudo maior efectuado, no entanto, não mostrou nenhum efeito.

Osteoporose

Com os níveis de estrogénio a caírem durante a menopausa, o risco de uma mulher para o desenvolvimento de osteoporose sobe (doença óssea sistémica que por si só não causa sintomas, mas que é caracterizada por uma densidade mineral óssea (DMO) diminuída e alterações da microarquitectura e da resistência ósseas, que causam o aumento da fragilidade óssea e, consequentemente, o aumento do risco de fracturas).

Alguns estudos sugerem que um extracto de isoflavonas provindo das propriedades do trevo vermelho pode retardar a perda óssea e até mesmo aumentar a densidade mineral óssea nas mulheres em pré e perimenopausa (período que antecede a menopausa e pode durar vários anos).

Porém, esta evidência é preambular e mais pesquisas serão necessárias para confirmar esta convicção.

Cancro

Com base na sua utilização tradicional no cancro, os pesquisadores começaram a estudar as isoflavonas do trevo vermelho.

Existem algumas evidências preliminares de que as isoflavonas podem parar as células cancerosas em crescimento ou matar células cancerígenas em tubos de ensaio.

Tem sido sugerido que o trevo vermelho pode ajudar a prevenir algumas formas de cancro, assim como o cancro da próstata e o cancro endometrial (cancro mais frequente no aparelho genital feminino, em países desenvolvidos).

Contudo, por causa dos efeitos similares ao estrogénio da erva, também poderia contribuir para o crescimento de outro tipo de cancros, como o estrogénio faz.

Até que mais pesquisas sejam feitas, o trevo vermelho não pode ser recomendado para prevenir o cancro.

Mulheres com história de cancro da mama não devem tomar o trevo vermelho.

 Outros Usos

Tradicionalmente, o trevo vermelho foi aplicado sob a forma de pomadas na pele, para tratar a psoríase, eczema, erupções cutâneas e outras situações epidérmicas.

O trevo vermelho também tem história de uso como um remédio contra a tosse nas crianças.

Foto Cenoura #1
Tomilho - Benefícios para a Saúde

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Tomilho

Uma erva de aspecto delicado e com um aroma penetrante, o tomilho é um complemento maravilhoso para feijões, ovos e...

Fechar