Remédios caseiros para Sangramento das gengivas

Alguns dos melhores alimentos para diabéticos incluem o chocolate amargo, abacate, peixe, quinoa, espinafre, tomate, cebola roxa, brócolis, ovos, feijão, mirtilos, aveia e muitos mais.

Introdução ao Diabetes

A diabetes tipo 1 significa que uma pessoa seja incapaz de produzir insulina, uma hormona que permite que as células no nosso tecido adiposo e músculo esquelético absorverem glicose (açúcar) a partir do sangue. Tendo muito açúcar no sangue muito provoca uma grande variedade de problemas de saúde, incluindo o aumento da fome e da sede (o que leva a comer em excesso e obesidade), aumento da frequência urinária e problemas de saúde mais graves, tais como insuficiência renal, problemas cardíacos, danos à sua visão, e até mesmo a morte. A diabetes tipo 1 é causada pela destruição auto-imune das células beta do pâncreas, que criam a insulina; este tipo representa aproximadamente 10% dos casos de diabetes no mundo.

A diabetes tipo 2 representa os outros 90% dos casos mundiais de diabetes e é muitas vezes referida como “diabetes do adulto”. A diabetes tipo 2 é um resultado do estilo de vida e não de uma doença auto-imune metabólica com que você nasce. A diabetes tipo 2 significa que o seu organismo não é capaz de utilizar adequadamente a insulina que o pâncreas produz, resultando em sintomas semelhantes como diabetes tipo 1 . As formas pelas quais a insulina é substituída no corpo pode causar níveis altos ou baixos de açúcar do sangue, sendo que ambos podem ser muito perigosos. Não há cura conhecida para a diabetes, embora haja abundância de medicamentos que as pessoas tomam para monitorar e regular o açúcar no sangue.

No entanto, há outra opção – o gerenciamento de sua dieta! Há muitos alimentos essenciais que os diabéticos devem adicionar à sua dieta que podem ajudar a manter seu corpo saudável e regular o açúcar no sangue de uma forma natural. Vamos dar uma olhada nos 15 melhores alimentos para diabéticos!

Os 15 melhores alimentos para diabéticos

1) Espinafre – Na verdade, vegetais crucíferos de todos os tipos, incluindo couve, espinafre, acelga e brócolis são grandes alimentos para os diabéticos. A natureza de baixa caloria e baixo teor de carboidratos desses vegetais, combinado com o seu alto potencial antioxidante, os torna ideais para combater a doença crônica. Um estudo relatou uma redução de 14% no desenvolvimento de diabetes tipo 2, quando legumes eram uma parte regular de sua dieta.

2) Chocolate escuro – O alto teor de flavonóides e outros antioxidantes no chocolate escuro, na verdade, reduzem a resistência à insulina, aumentam a sensibilidade à insulina, reduz desejos de consumir alimentos e doces, e também reduz as chances de problemas cardíacos e problemas de pressão arterial.

3) Feijão – O alto teor de fibras dos grãos é importante para a gestão de absorção de glicose, mas a pesquisa recente mostrou também que as leguminosas são capazes de reduzir o risco de AVC e regular a liberação de insulina no organismo.

4) Alho – Apesar de seu impacto direto sobre a diabetes ser um tanto obscura, o alho é conhecido por reduzir o colesterol no sangue, reduzir as chances de coágulos no sangue, reduzir o risco de acidente vascular cerebral e promover a pressão arterial mais baixa, todos os quais estão associados a complicações ou são indicadores de aumento de risco de diabetes.

5) Peixe – os ácidos graxos ômega-3 em peixes como salmão, cavala, arenque reduzem  o risco de doença cardíaca. A combinação saudável de proteína e gordura na verdade retarda a absorção dos hidratos de carbono, e assim ajuda o corpo a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis.

6) Mirtilos – Este superalimento é elogiado por ser rico em antioxidantes, e as antocianinas em mirtilos podem reduzir significativamente suas chances de diabetes tipo 2 em mais de mais de 20% de acordo com pesquisa recente.

7) A clara de ovo – A clara de ovo é uma proteína magra e saudável e é muito baixa em carboidratos, o que significa que não afeta seus níveis de açúcar no sangue e ajuda a prevenir o aparecimento da diabetes tipo 2.

8) Aveia – O alto teor de fibra solúvel em aveia pode ajudar a reduzir a sensação de fome, ao mesmo tempo, bloquear a absorção de carboidratos, o que pode manter seus níveis de açúcar no sangue em equilíbrio. Além disso, ela reduz o risco de doenças cardiovasculares e colesterol alto, que são perigosos para os que sofrem de diabetes.

9) Tomate-  os carotenóides e flavonóides encontrados no tomate funcionam como grandes agentes anti-inflamatórias e antioxidantes no organismo, diminuindo o risco de doenças crônicas, doenças cardíacas, colesterol e outros sinais que muitas vezes podem levar ao diabetes.

10) iogurte magro – iogurte sem gordura foi demonstrado ser um importante reforço para diabéticos, pois o alto teor de proteína, baixo teor de gordura e baixo teor de carboidratos reduzem a absorção de glicose no nosso corpo, enquanto o teor de cálcio também reduz o risco de diabetes.

11) Quinoa – Este grão é uma proteína completa , o que é extremamente importante para a saúde, e também é rico em fibras, o que aumenta a sensibilidade à insulina e regula a absorção de hidratos de carbono no corpo, impedindo as flutuações no nível de açúcar no sangue que os diabéticos têm a fim evitar.

12) Cebolas vermelhas – Os antioxidantes encontrados em cebolas vermelhas , como a quercetina, a capsaicina, e flavonóides torna-as poderosos alimentos anti-câncer, elas são boas para aumentar a saúde do coração, e reduzir as chances de doenças crônicas como diabetes.

13) Amêndoas – Estas proporcionam uma fonte de gorduras monoinsaturadas e de magnésio, que regula o metabolismo de carboidratos. A pesquisa também mostrou que uma dieta rica em magnésio, como aquele que inclui amêndoas, ajuda a reduzir suas chances de desenvolver diabetes tipo 2 em mais de 30%.

14) Azeite – Estudos têm demonstrado que, substituindo a manteiga e a banha de porco com azeite de oliva pode reduzir suas chances de desenvolver diabetes por mais de 50%. Para não mencionar os importantes antioxidantes e gorduras monoinsaturadas que reduzem doenças cardíacas e colesterol.

15) A batata-doce – Comparada com a batata branca, a batata-doce reduzem muito mais os níveis de açúcar no sangue. As antocianinas e outros antioxidantes ajudam a prevenir doenças crônicas como doenças coronárias e câncer.

ALIMENTOS QUE CURAM A TIREÓIDE

A tireóide é uma glândula no pescoço que produz hormônios necessários para um metabolismo saudável e os níveis de energia positiva e humor. Se você tem hipotireoidismo, isso significa que a sua tireóide produz poucos hormônios. Se a sua tireóide produz quantidades excessivas de hormônios, você tem hipertireoidismo. Embora os alimentos por si só não vão curar problemas de tireóide, eles podem melhorar o tratamento médico convencional, a função da tireóide e sua saúde geral. Para melhores resultados, discutir mudanças dietéticas significativas com o seu médico ou nutricionista.

Grãos Integrais

Os cereais integrais contêm todas as partes nutritivas da planta grão original. Como resultado, elas contêm mais fibras, vitaminas, minerais e proteínas que os grãos refinados, tais como farinha branca. Como alimentos de baixo índice glicêmico, cereais integrais também promover níveis positivos de açúcar no sangue e pode ajudar a gerenciar o aumento do apetite e ganho de peso associado com hipotireoidismo e reduzir a ansiedade causada pelo hipertireoidismo. De acordo com a pesquisa publicada no “Annals of Oncology”, em Outubro de 2007, alimentos com baixo índice glicêmico também pode fornecer proteção contra o câncer de tireóide. No estudo, os pesquisadores analisaram os hábitos alimentares registrados de 339 pessoas com câncer de tireóide e 616 pessoas sem câncer de tireóide e descobriram que as pessoas que consumiam uma dieta de baixo índice glicêmico foram menos propensos a desenvolver câncer de tireóide. Para colher amplos benefícios dos cereais integrais, substitua pães enriquecidos, massas, arroz e lanche alimentos em sua dieta com grãos integrais, como aveia, arroz integral, arroz selvagem, quinoa, cevada e pipoca.

Frutas e Legumes

Frutas e vegetais são ricas fontes de antioxidantes – nutrientes que ajudam a proteger o organismo contra doenças e infecções. Aumentar a ingestão de alimentos ricos em antioxidantes, como o pimentão, o tomate, frutos e frutas cítricas, pode ajudar a reduzir os sintomas da tireóide sobre-ativo e sob-ativo. Consumir uma variedade de vegetais, limitando as que podem interferir com a função da tireóide, como brócolis, couve-flor, couve de bruxelas, espinafre e couve, para melhor aproveitamento. Substituição de alto teor calórico lanches com frutas e verduras pode ajudar você a gerenciar os desejos de comida e ganho de peso associado com hipotireoidismo.

Óleos à base de plantas

As gorduras desempenham um papel importante na saúde em geral. Eles ajudam o organismo a absorver certos nutrientes e promover a textura dos alimentos positivo e função cerebral. Óleos de origem vegetal, como óleo de canola e óleo de oliva, contêm gordura insaturada – gordura que promove a saúde cardiovascular. Cozinhar com óleos vegetais, pode ajudar a reduzir os sintomas de hipertiroidismo. Substituir fontes de gorduras saturadas, como manteiga e margarina, com óleos à base de plantas para os benefícios aumentados.

Peixe gordo

Os peixes gordos são fontes alimentares principais de ácidos graxos ômega-3 – gorduras que seu corpo necessita e deve obter dos alimentos. Incorporando os ácidos graxos ômega-3 em sua dieta no lugar de fontes de gordura menos saudáveis, como carne vermelha, é importante para as pessoas com doenças da tireóide, de acordo com o Medical publicação de Harvard, “Doenças da tireóide: Understanding Hipotireoidismo e Hipertireoidismo.” Os peixes gordos também são ricos em proteínas, que promove níveis positivos e sustentáveis ​​açúcar, humor e energia no sangue. Consumir peixes gordurosos como partes de refeições saudáveis, equilibradas, usando métodos de cozimento saudáveis ​​para o coração, como grelhar, assar e grelhar com mais freqüência.

Pêlos encravados na axila

Na maioria dos casos, os cabelos na axila iráo sobressair a partir da pele numa direcção para fora. Se o cabelo começa a crescer para trás, ele pode tornar-se preso debaixo da pele, uma condição conhecida como um pêlo encravado. Os pêlos encravados podem causar um defeito feio na axila e o tecido afetado por esta condição será bastante sensível. Aqueles que raspam essa área freqüentemente estarão mais propensos a desenvolver pêlos encravados, mas há passos que você pode tomar para ajudar a preveni-los.

Causas e sintomas de cabelo encravado axila

Barbear aumenta suas chances de desenvolver pêlos encravados nas axilas. As lâminas afiadas utilizadas para fazer a barba vai cortar a superfície da pele. Aqueles que têm cabelo crespo na área que está sendo raspada pode achar que o cabelo fica preso debaixo dessa pele, fazendo-a crescer para dentro. Barbear quando sua pele é seca ou puxando a pele durante o barbear vai aumentar o risco de desenvolver um pêlo encravado. Lâminas com arestas duplas são também mais propensas a causar essa condição porque as lâminas são mais propensas a encolher a pele. Aqueles que usam a roupa que está apertada nas axilas são mais propensos a desenvolver pêlos encravados. Outros simplesmente obtê-los, devido a uma anomalia, que não pode ser prevista.

Como o cabelo começa a crescer para dentro, o corpo vai tratá-lo como um objeto estranho, fazendo com que a pele ao redor para tornar-se irritada e inflamada. Este tipo de danos para a pele e o tecido circundante pode ser doloroso. Pêlos encravados também são bastante suscetíveis à infecção, levando-os a ficar vermelha ou se encher de pus. Estas infecções podem fazer parecer que a axila tenha sido infectada com acne. Aqueles que têm pêlos encravados recorrentes também podem perceber o escurecimento da pele na área afetada.

Tratamentos para cabelo encravado na axila

Tratamentos médicos

  • Visite dermatologistas – Se os seus pêlos encravados são particularmente desconfortáveis ou você acha que eles podem ter sido infectados, você deve visitar o seu dermatologista para obter assistência. Eles podem inspecionar a área e determinar se a continuação do tratamento é necessário tratar os pêlos encravados.
  • Medicamentos-Na maioria dos casos, o seu dermatologista irá começar o tratamento por prescrever um creme tópico que vai ajudar a aliviar os sintomas de sua condição. Cremes etinóides vão ajudar a combater o escurecimento da pele associada com esta condição. Você também pode ser dada hidrocortisona para tratar a coceira e inflamação na afetados são. Cabelos encravados que estão infectadas terá de ser tratada com uma pomada antibiótica para ajudar a eliminar as bactérias. Se a infecção é particularmente grave, o seu médico pode prescrever analgésicos para ajudar você a gerenciar.
  • Os tratamentos com laser que obter cabelos encravados ou frequentemente têm um folículo específico que tende a produzir pelos encravados pode usar tratamentos a laser para eliminar o problema. Este tratamento vai destruir os folículos ofensivos para que eles não possam mais produzir cabelos.

Remédios Caseiros

  • Usar roupas soltas-Vestindo roupas que estão soltas em torno das axilas evitará constrição da mancha causada por um pêlo encravado, o que limita o seu desconforto.
  • Mantenha as axilas limpas e secas-Faça um ponto de lavar cuidadosamente as axilas regularmente e trabalhar para manter a pele seca para reduzir o risco de desenvolver uma infecção.
  • Use cremes tópicos – Ao longo dos cremes de balcão estão disponíveis, que irá ajudar com os sintomas de pêlos encravados. Alguns estão também disponíveis, que irá ajudá-lo a esfoliar gentilmente as axilas, retirando o excesso de pele que pode causar cabelos que fiquem presos. Versões mais fortes destes cremes podem ser fornecidas por um dermatologista, conforme necessário.
  • Compressão quente – Se você desenvolveu um pêlo encravado na axila aplique uma compressa quente para a área afetada. Isso irá ajudar a aliviar a dor e pode ajudar a reduzir a presença de bactérias que são sensíveis ao calor, reduzindo as chances de haver uma infecção.
  • Barbear com cautela- Barbear corretamente pode ajudar a reduzir a irritação que pode levar a pêlos encravados. Evite o uso de espuma de barbear, optando por um gel em seu lugar. Estes irão ajudar a reduzir a secura que pode causar irritação na axila. Certifique-se de molhar a axila antes de começar a fazer a barba, pois isso fará com que o cabelo fique mais fácil de cortar. Embeber a área por pelo menos 5 minutos ajuda a diminuir este problema. Faça um ponto de fazer a barba com o grão uma vez que você começar assim que o cabelo será cortado em linha reta e vai ser menos propensos a afundar-se sob a pele. Pelo mesmo motivo, evitar puxar a pele esticada como esta pode cortar o cabelo mais curto do que deveria ser. Não pressione a lâmina com muita força, pois isso pode causar inflamação e evitar o uso de golpes repetitivos para reduzir a irritação ao fazer a barba.
  • Escolha uma boa lâmina – Aqueles que são propensos a pêlos encravados podem encontrar úteis os barbeadores elétricos, pois não cortar o cabelo tão finamente como uma manual. Lista de barbear que possui pelo menos três lâminas e uma cabeça rotativa para evitar ter que puxar a pele. Faça um ponto de mudar estas lâminas com freqüência para que você não faça a barba com uma navalha cega que vai causar mais irritação na pele.
  • Esfoliar a pele da axila-Usar luvas esfoliantes ou almofadas com sabonete esfoliante para remover o óleo e a sujeira da pele. Estes materiais podem entupir os folículos, tornando-se difícil para os cabelos crescerem adequadamente. Soluções esfoliantes com ácido salicílico são bastante úteis como eles também ajudam a reduzir o ardor da lâmina.
  • Hidratar axila muitas vezes fazendo questão de lavar as axilas regularmente irá reduzir o acúmulo de materiais tópicos que podem aumentar o risco de pêlos encravados. Depois de ter lavado, aplique um hidratante para as axilas para fazer barba mais tranqüilamente.
  • Reduzir a freqüência de barbear – Barbear muitas vezes pode causar excesso de irritação na pele, por isso deve ser evitado quando possível.

Quais são os benefícios dos ovos cozidos?

Ovos cozidos fazem um lanche rápido, se você estiver com pressa ou pode ser usado para roubar proteína em sua salada na hora do almoço. Adicionando ovos cozidos para a sua dieta acrescenta gorduras boas para o seu corpo para manter seu coração saudável. Ovos cozidos também têm vitaminas importantes para ajudar a proteger os olhos e manter os ossos fortes.

Gorduras boas

Ovos cozidos fornecer boas gorduras chamadas gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas, ou MUFAs e PUFAs. Substituir as gorduras saturadas e trans, tanto quanto possível com as gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas estabiliza os níveis de colesterol no sangue e reduz o seu risco global de doença cardíaca, explica MayoClinic.com. Essas gorduras saudáveis ​​para o coração também regulam a insulina no sangue, o que mantém o nível de açúcar no sangue dentro de uma faixa saudável – especialmente benéfico se você tem diabetes tipo 2. Mais de dois terços do teor de gordura de ovos cozidos vem de boas MUFAs e PUFAs.

Proteína de alta

Ovos cozidos são naturalmente ricos em proteínas. Você precisa de proteínas para construir massa muscular, mas também ajuda a reparar todos os tecidos em seu corpo e fornece a estrutura para as paredes celulares. Sua dieta deve consistir de 10 por cento a 35 por cento de proteína, ou 50-175 gramas para alguém que segue uma dieta de 2.000 calorias, de acordo com as Dietary Guidelines for Americans 2010. Um grande ovo cozido fornece mais de 6 gramas de proteína.

Saúde dos Olhos

Uma das principais vitaminas em ovos é vitamina A. vitamina A é um componente de uma protea que absorve a luz em suas retinas, protege as membranas ao redor da córnea e diminui o risco de cegueira nocturna. As mulheres precisam de 700 microgramas diárias de vitamina A e os homens necessitam de 900 microgramas, o Escritório de relatórios de suplementos dietéticos. Merendas de um grande ovo cozido acrescenta cerca de 75 microgramas de vitamina A para sua dieta.

Ossos fortes

Ovos cozidos fornecem vitamina D para manter os ossos e dentes fortes. A vitamina D promove a absorção de cálcio e regula os níveis de cálcio no sangue. Esse processo garante que o seu esqueleto recebe o cálcio que precisa de força e estrutura. Você precisa de 600 unidades internacionais de vitamina D por dia, informa o Escritório de Suplementos Dietéticos. Você fica com cerca de 45 unidades internacionais de vitamina D de um grande ovo cozido.

Informações calórica

Um grande ovo cozido fornece cerca de 80 calorias. Cerca de 60 por cento das calorias provenientes de gordura. Eliminar quase toda a gordura, se você quiser cortar calorias, por escavar para fora a gema de ovo. Ao consumir apenas a proteína magra do ovo branco, você reduz a ingestão de calorias por mais da metade.

ALIMENTOS QUE PODEM AJUDAR A CURAR PULMÕES

O câncer de pulmão é o tipo mais comum de câncer em os EUA e é a principal causa de morte por câncer no país. Esta e outras doenças pulmonares, como o enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica, ou DPOC, pneumonia, asma e fibrose cística tudo dificuldade em respirar causa e danos nos pulmões. Além disso, a má qualidade do ar eo tabagismo contribuem para a lesão pulmonar. Felizmente, existem alguns alimentos que ajudam a curar os pulmões, independentemente da fonte de danos.

Laticínios

O “Jornal Internacional de Tuberculose e Doenças Pulmonares” publicou uma revisão de estudos pelo pesquisador mexicano I. Romieu em 2005, que sugeriu alimentos ricos em vitamina A, um derivado de beta-caroteno e outros antioxidantes podem ajudar a curar o tecido do pulmão doente. A vitamina A encontrada no leite, queijo, ovos e fígado são melhor absorvidos pelo organismo, quando comparado aos alimentos à base de plantas ou cereais fortificados com a vitamina. A vitamina A é especialmente importante para os pacientes com doenças de deficiência imunitária.

Nozes, sementes e óleos vegetais

Outro antioxidante, a vitamina E, é encontrada em altas concentrações na nozes, sementes e óleos vegetais. Esta vitamina também foi encontrada para contribuir para o aumento da saúde e melhora da função pulmonar para portadores de doenças pulmonares crônicas. Amêndoas, óleo de germe de trigo, sementes de girassol, amendoim e manteiga de amendoim são alguns dos alimentos mais comuns nesta categoria.

Frutas e Legumes

“Nutrição na Prática Clínica”, publicado um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Baylor em 2009, que encontrou a evasão de poluentes do ar e aumento do consumo de frutas e vegetais foram as melhores maneiras de curar os pulmões e prevenir o câncer de pulmão. Isto é principalmente devido às altas concentrações de vitamina C encontrados nesses alimentos. A vitamina C é um antioxidante que ajuda a reduzir a inflamação e melhorar a resposta imunológica do corpo quando o dano ocorre para os pulmões.
laranja, uva e outras frutas cítricas contêm altos níveis de vitamina C, frutas de cor escura e legumes, como cenouras e tomates são também boas fontes vegetais de vitamina A, e verduras como espinafre e couve contêm altas concentrações de vitamina E. No entanto, estudos conflitantes descobriram que a alta ingestão de vitamina A por fumantes podem contribuir para a incidência de câncer de pulmão. Mais pesquisas são necessárias para determinar o nível de vitamina A ajuda fornece ao tecido pulmonar danificado

Alimentos para curar o Baço e Vesícula Biliar

Se você está preocupado com a saúde de seu baço ou vesícula biliar – ou especialmente se o seu médico lhe disse que você sofre de uma condição que envolve um desses dois órgãos – você deve se concentrar em comer uma dieta saudável, repleta de produtos frescos e grãos integrais. Dieta pode afetar sua vesícula biliar mais do que o baço, mas os mesmos tipos de alimentos pode, potencialmente, ajudar a curar a sua vesícula biliar e melhorar sua saúde geral.

FUNDO

Doença da vesícula biliar geralmente envolve inflamação ou cálculos biliares. Ocasionalmente, pode envolver o câncer, mas isso é raro. Diet parece desempenhar um papel na doença da vesícula biliar, e por isso, se você já teve um ataque de vesícula biliar ou cálculos biliares, você pode ser capaz de reduzir suas chances de repetir o desempenho, escolhendo seus alimentos com cuidado. Seu baço, por sua vez, desempenha um papel no sistema de combate a infecção do seu corpo, e também ajuda o corpo a eliminar as células danificadas, mais velhos. Seu baço podem aumentar de volume em resposta a doenças que envolvem o fornecimento de sangue. Não está claro se a dieta pode ajudar o seu baço recuperar de uma doença ou lesão, mas seguindo uma dieta saudável pode ajudar.

FRUTAS E LEGUMES

Se você encher seu prato com ingredientes frescos, você terá uma melhor chance de evitar a doença da vesícula biliar grave que requer cirurgia para remover sua vesícula biliar. A Universidade de Maryland Medical Center também recomenda frutas e vegetais abundantes de combate a distúrbios que envolvem o seu baço.Procure os itens mais coloridas na seção do produto, pimentas, frutas e tomates contêm altos níveis de antioxidantes, que podem ajudar a proteger tanto o seu baço e sua vesícula biliar.

PEIXE

Pessoas com altos níveis de ingestão de peixes parecem reduzir o risco de doença da vesícula biliar e cálculos biliares. Eles também podem melhorar sua saúde em geral, que pode ajudar a curar o seu baço.Isso porque o peixe contém níveis elevados de ácidos gordos omega-3, que parecem reduzir o risco de uma variedade de doenças crónicas, incluindo doença cardíaca. Peixes de água fria, como salmão e bacalhau contêm os mais altos níveis desta gordura saudável. Se você puder, alvo de duas a quatro porções por semana de peixe.

MAIS ALIMENTOS

Alimentos que contenham açúcar altamente refinado e farinha – os chamados alimentos “brancos” – parecem aumentar o risco de cálculos biliares e doença da vesícula biliar. Eles também pode ser prejudicial para a sua saúde geral, o que poderia interferir com seus esforços para curar o seu baço. Portanto, você deve pular de alimentos com altos níveis de farinha branca e açúcar, e alcançar, em vez de produtos de grãos inteiros com altos níveis de fibra. Você também deve evitar frituras para manter a sua vesícula biliar e baço mais saudável possível

Vitaminas que ajudam as mulheres a ovular

A ovulação se refere ao momento em que o ovário de uma mulher libera um óvulo para fertilização. Isto acontece uma vez por mês, e está numa fase diferente do ciclo menstrual. Normalmente, um óvulo é liberado do ovário cerca de 2 semanas antes de o sangramento começa. Para a maioria das mulheres com um ciclo de 28 dias, a ovulação ocorre por volta do dia 14. Algumas mulheres têm ciclos mais curtos ou mais longos, que variam de 21 a 35 dias. De acordo com pessoas da faísca, na falta de ovulação é uma das causas principais de infertilidade. Problemas de ovulação pode ser remediado aumentando a ingestão diária de vitamina D, a vitamina B6, o ácido fólico, vitamina C e ferro.

A vitamina D

a vitamina D pode melhorar a fertilidade em mulheres que sofrem de distúrbios de ovulação. Baixos níveis de vitamina D pode causar problemas com a ovulação. Obtenção de uma quantidade adequada de vitamina D é difícil no inverno, porque há menos luz solar e as pessoas ficam a maior parte das suas necessidades de vitamina D do sol. O sítio natural Soluções estados de saúde que a vitamina D desempenha um papel importante na absorção e regulação do cálcio e, portanto, podem contribuir para normalizar o desenvolvimento dos folículos de uma mulher – sacos cheios de fluido nos ovários que contêm ovos imaturos – e aumentar as suas probabilidades de ovulando. O cálcio auxilia na maturação do óvulo e desenvolvimento normal folicular. A ingestão diária recomendada de vitamina D é de 1.000 mg.

A vitamina B6

De acordo com os estágios de sites na gravidez, tomar vitamina B6 pode melhorar as chances de ovulação de uma mulher. A vitamina B6 é solúvel em água e regula os hormônios de uma mulher. Esta vitamina ajuda a restaurar os defeitos da fase lútea em mulheres com problemas de ovulação. A fase lútea (o tempo entre a ovulação menstruação) deve ser mais de 10 dias de duração (11 a 16 dias é o normal) para que ocorra a ovulação. Se é menor do que 10 dias, é chamado um defeito na fase lútea. A Vitamin Shoppe estados que a vitamina B6 reduz a quantidade de prolactina no sistema. Em quantidades elevadas, a prolactina pode interromper a ovulação e causar ciclo menstrual de uma mulher para se tornar irregular. A ingestão diária recomendada de vitamina B6 é 100mg.

Ácido Fólico

A cada ano os casais sofrem com a infertilidade, pois a mulher ovula de forma irregular ou não. Mulheres que sempre tomam ácido fólico têm um risco menor de sofrer problemas com a produção de ovos e distúrbios de ovulação. O site Bebé Espera indica que o ácido fólico ajuda a produzir glóbulos vermelhos, assim como de norepinefrina e serotonina (componentes químicos do sistema nervoso). O ácido fólico, também contribui para sintetizar o material genético em todas as células do corpo e normalizar a função do cérebro. Tomar ácido fólico antes da concepção reduz o risco de defeitos do tubo neural, como a espinha bífida. O mar de Dimes afirma que o ácido fólico desempenha um papel importante na produção de glóbulos vermelhos normais. Uma quantidade adequada de ácido fólico pode ajudar a prevenir derrames e cânceres em algumas mulheres. A ingestão diária recomendada de ácido fólico para mulheres em idade fértil é de pelo menos 400 mcg.

Vitamina C

Medline mais estados que a vitamina C é uma vitamina solúvel em água que é necessária para o corpo para formar colágeno nos ossos, cartilagens, músculos e vasos sanguíneos. O site Fertilidade Natural Informações afirma que a vitamina C suporta a ovulação, estabilizando os níveis hormonais, manter o sistema imunológico saudável e auxiliando na absorção de ferro. De acordo com Esperanças do bebê, a vitamina C faz com que o organismo a produzir mais água, o que aumenta o muco cervical. Além disso, a vitamina C, podem ser capazes de auxiliar na concepção, tornando as paredes dos vasos sanguíneos mais forte e pelo combate a infecções, que podem interferir com a ovulação. A ingestão diária recomendada de vitamina C é de 65 mg.

Ferro

O ferro é um nutriente de construção de sangue que aumenta a fertilidade, ajudando a equilibrar a ovulação. O site Bem-vindo bebê para casa afirma que o ferro é responsável pela produção de hemoglobina (glóbulos vermelhos). Ferro tomado com vitamina C melhora a fertilidade. De acordo com Welcome Home Baby, uma deficiência de ferro provoca anemia, o que pode atrapalhar a ovulação. Os suplementos de ferro pode causar prisão de ventre, por isso, é importante aumentar a ingestão de fibras e água ao tomar esta vitamina. A ingestão diária recomendada de ferro é de 54mg.

Existem alimentos que reduzem ferro no sangue?

A deficiência de ferro é a deficiência nutricional mais comum do mundo, afetando até 80 por cento da população mundial, segundo a Organização Mundial da Saúde. Se você não tem ferro suficiente, seu corpo não será capaz de tornar as células vermelhas do sangue que necessita de transportar oxigênio para todo o corpo. Alguns alimentos interferir com a absorção de ferro, o que significa que eles fazem seus níveis de ferro mais baixos do que seria de outra forma.

Ferro heme

Dos dois tipos de ferro, o ferro heme, que vem da carne, é o mais facilmente absorvido. Seu corpo pode absorver até tanto quanto 35 por cento do ferro heme que você consome, de acordo com a Colorado State University Extension, fazendo carne, frutos do mar e aves entre as melhores fontes de ferro para aumentar seus níveis de ferro. A absorção deste tipo de ferro não é significativamente afetada por determinados fatores dietéticos como a do ferro não-heme.

Ferro não-heme

Seu corpo normalmente só absorve cerca de 3 por cento do ferro não-heme que você consome, embora até 20 por cento de ferro não-heme é absorvido sob circunstâncias ideais. O que você come junto com alimentos que contenham ferro não-heme influencia quanto deste ferro, que é encontrado em alimentos como feijão, tofu, espinafre e cereais fortificados, é absorvida. Os vegetarianos precisam prestar especial atenção aos seus níveis de ferro, porque o ferro de alimentos vegetais é absorvido tão ineficiente que faz deficiência mais provável quando este é o único tipo de ferro consumido.

Alimentos que diminuem a absorção

Os alimentos que contêm taninos, incluindo café e chá, podem reduzir a absorção do ferro não-heme em 50 a 60 por cento. Legumes e grãos contêm substâncias denominadas fitatos, que limitam a absorção de ferro e certas proteínas encontradas na soja também tem esse efeito. Fosfatos, que são encontrados em alguns tipos de refrigerante, de cálcio e de fibras podem também prejudicar a absorção de ferro. Consumir produtos lácteos, refrigerantes, café e chá separadamente refeições contendo ferro pode ajudá-lo a absorver mais ferro se os seus níveis de ferro são baixos.

Aumentando Absorção

Enquanto alguns alimentos diminuem a absorção do ferro não-heme, outros podem ajudar a aumentá-la. Comer alimentos que contêm ferro heme, ou comer alimentos que contenham vitamina C junto com alimentos que contenham ferro não-heme aumenta a absorção. Você também absorver o ferro de forma mais eficiente quando seus estoques de ferro são baixos, de acordo com o Escritório de Suplementos Dietéticos.

Ovos – Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte amplamente disponível, barata e versátil em termos de proteínas, cálcio e vitaminas. Eles também são freqüentemente associados a efeitos adversos como problemas de colesterol e diabetes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o consumo moderado de ovos pode ser seguro e benéfico para adultos saudáveis. A ingestão diária dependerá de uma série de factores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de actividade da pessoa.

Nutrição

Famosos por seus altos níveis de proteína e cálcio, os ovos contêm uma série de vitaminas e minerais importantes. Um único ovo cozido grande tem apenas 78 calorias, mas oferece 6,29 g de proteína, 25 mg de cálcio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de colina. O ovo contém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vitamina A, 44 UI de vitamina D e 176 mcg de luteína e de zeaxantina, bem como pequenas quantidades de muitas das vitaminas do complexo B.

Colesterol alto

Existem dois tipos de colesterol: lipoproteína de alta densidade, ou HDL, o colesterol “bom”, e lipoproteína de baixa densidade, ou LDL, o tipo “ruim”. Ter níveis baixos de HDL e altos níveis de colesterol LDL podem colocá-lo em risco de doença cardíaca e derrame. Um ovo contém 212 mg cheias de colesterol. No entanto, estudos recentes mostram que o consumo de ovos não contribui para a doença cardíaca em adultos sem histórico de problemas de colesterol. Um relatório publicado na edição de janeiro de 2006  concluiu que o consumo de ovos não teve efeito sobre o colesterol no sangue em 70 por cento da população.

Diabetes

Consumo de ovos também tem sido associada aos diabetes, mas a maioria dos resultados do estudo foram inconsistentes e inconclusivos. Um estudo em grande escala em 2010, determinou que comer ovos aumenta o risco de diabetes tipo 2 em adultos mais velhos. 

Recomendações

Exatamente quantos ovos você pode comer com segurança num dia vai depender de sua idade, peso, sexo, nível de atividade, a ingestão calórica diária, hábitos alimentares e de sua saúde. O seu médico pode fazer uma recomendação com base em todos esses fatores. No entanto, a moderação e variedade são importantes para uma dieta bem equilibrada. A Harvard Medical School recomenda uma média de um ovo por dia para níveis saudáveis ​​de colesterol e um coração forte.

Incluindo ovos no seu plano de perda de peso pode ajudar você a perder os quilos indesejados.

Baixo em calorias

Um ovo cozido contém 78 calorias, tornando um um bom complemento para as refeições, se seu objetivo é perder peso, no entanto, tenha em mente que fritar ovos aumenta o teor de calorias por causa da adição de manteiga ou óleo para cozinhar. Além disso, lembre-se que para perder peso, você deve queimar mais calorias do que aquelas que consome e, portanto, seguir uma dieta composta principalmente de alimentos de baixa calorias, incluindo ovos, é uma maneira sensata de perder peso.

Baixo teor de gordura

Uma dieta de 2000 calorias deve conter 44-78 g de gordura por dia. A diminuição do consumo de calorias para perda de peso faz com que este número seja ligeiramente inferior. Por exemplo, um total de 1500 calorias por dia significa obter 33-58 g de gordura. Com cerca de 5 g de gordura cada um, os ovos são apropriados para a perda de peso, uma vez que se torna mais fácil ficar dentro destas recomendações, mas não se esqueça que o teor de gordura aumenta quando os ovos são fritos ou mexidos.

Proteína

Os ovos são fonte de proteína completa, contendo todos os oito aminoácidos essenciais. A proteína é um nutriente que oferece saciedade e faz você sentir se sentir saciada, reduzindo a chance de que você vai comer alimentos não saudáveis ​​entre as refeições. Um café da manhã que inclui ovos poderia reduzir a quantidade de calorias que você come durante o resto do dia. Um ovo cozido contém cerca de 6 g de proteína.

Recomendações

Os ovos não são um alimento mágico perda de peso, mas são um bom complemento para um plano de refeições de baixa calorias e de baixo teor de gordura para ajudar você a perder peso. Misture os ovos com pão de trigo e fruta para uma refeição da manhã que é rica em fibras. A Fibra oferece um melhor controle do apetite porque é digerida devagar. Para um aumento saudável energia no lanche da tarde, coma um ovo cozido, o que vai ajudar você a ficar cheia até o seu jantar.

Benefícios para a Saúde da Manga

Um provérbio diz que a manga é o  “o rei dos frutos“. Além do sabor doce e delicioso de mangas, este fruto contém vitaminas, minerais e anti-oxidantes que lhe garantem uma óptima saúde. A popularidade de mangas é generalizada sendo produzidas a partir desta fruta as geléias, compotas, picles, marinados e especiarias com sabor de manga.

A Manga é rica em fibras, assim, se você comer pelo menos uma manga todos os dias você tem certeza de prevenir a prisão de ventre, hemorróidas e cólon espástico.

Os Pesquisadores e estudos publicados provaram que a fibra dietética tem um efeito positivo na eliminação de doenças degenerativas, como as de cânceres e doenças cardíacas. Então, você tem mais motivos para incluir esta deliciosa fruta em sua dieta diária.

Igualmente, se você estiver envolvido em atividades físicas extenuantes, você perde potássio através do suor, a manga ajuda a repor essa perda.

Origem da Manga

A manga pertence à mesma família do pistache , mombin e caju.

A manga se originou no sul da Ásia, especialmente da Birmânia e no leste da Índia há quase 4.000 anos atrás. Muitas histórias em mitologias indianas têm a menção de planta da manga; Buda é conhecido por meditar em um bosque de manga.

O Cultivo de manga se espalhou primeiro na Malásia, leste da Ásia e leste da África e depois elas foram introduzidas na Califórnia em cerca de 1880. A Manga foi introduzida na África e no Brasil pelos exploradores Portugueses.

De acordo com conceito indiano, a manga simboliza a vida (é a fruta nacional da Índia ) e é usada em cada ritual. As Folhas de manga são usadas para o festival e decorações de casamento nesse país.
Hoje a Índia é o maior produtor mundial de manga, Tailândia, China, Brasil e México são os outros países produtores.

Benefícios para a saúde da Mango

A manga é muito baixa em gordura saturada, colesterol e sódio. É também uma excelente fonte de fibra alimentar e vitamina B6 e uma boa fonte de vitamina A e vitamina C.

É rica em minerais como potássio, magnésio e cobre. As Mangas são uma das melhores fontes de quercetina, betacaroteno e astragalin. Estes antioxidantes poderosos têm o poder de neutralizar os radicais livres. Doenças como doenças cardíacas, envelhecimento precoce, câncer e doenças degenerativas são potenciadas por estes radicais livres que danificam as células.

Na China, a manga oferece uma energia de resfriamento. A tônica feita a partir de mangas na medicina chinesa é conhecida como yin tônica, que é usada para tratar sangramento nas gengivas, anemia, tosse, constipação, náuseas, febre e a má digestão.

Mantém a Pressão no Sangue sob Controle 

As Mangas têm um conteúdo de vitamina que garante uma boa saúde geral. É Rica em potássio (4% em 156 mg) e magnésio (2% em 9 mg), as mangas são ótimos remédios naturais para pacientes com pressão arterial elevada. Elas também contêm selênio, cálcio, ferro e fósforo. As Mangastêm imensas vitamina como a vitamina B6, A, C, E, K, niacina, ácido fólico, tiamina e ácido pantotenico. Isso ajuda você a ficar longe de uma série de doenças que podem vir das deficiências destas vitaminas e minerais. O Teor de vitamina E na manga ajuda a impulsionar o sexo, disparando os hormônios sexuais.

Teor de pectina reduz os riscos de câncer e reduz os níveis de colesterol

A manga tem altas quantidades de pectina, uma fibra alimentar solúvel que contribui de forma eficiente para níveis mais baixos de colesterol no sangue. A pectina também provine o câncer de próstata. Ultimamente, os estudos no Instituto de Pesquisa Alimentar descobriram que uma parcela proveniente de pectina combina com a galectina 3 (uma proteína jogando um papel significativo em todos os estágios do câncer). European Prospective Investigation of Cancer também surgiu com a descoberta de que existe uma forte associação entre comer manga e diminuição do risco de cânceres do trato gastrointestinal.

Ajuda a ganhar peso

O Consumo de manga pode ser, provavelmente, a maneira mais fácil de ganhar peso. 150g de manga têm cerca de 86 calorias que podem ser absorvidas facilmente pelo organismo. Além disso, a manga também contem amido que se transforma em açúcar, que por sua vez, nos auxilia a ganhar peso. Então, para as pessoas se esforçando para alguns quilos extras, a manga é o seu verdadeiro deleite.

Ajuda na digestão

A manga tem um papel proeminente na eliminação de problemas como indigestão e acidez . Os ingredientes bio-ativos na manga como os ésteres, terpenos e aldeídos contribuem para o aumento do apetite e também para melhorar a digestão.

Cura anemia e ajuda na gravidez

As Mangas são ricas em ferro, assim, elas são benéficos para pessoas que sofrem de anemia. A Ingestão regular e adequada de manga ajuda a cuidar da anemia, aumentando a contagem de sangue no corpo.

As Mangas também são muito benéficas para a mulher grávida visto que o ferro em tais situações é extremamente essencial. Os médicos prescrevem frequentemente comprimidos de ferro durante a gravidez. Em vez disso você pode desfrutar de uma dieta saudável rica em ferro através de mangas suculentas.

Cura o acne

Você deve estar surpreso em saber que as mangas estão intimamente relacionadas com as melhorias da pele. Mais do que trazer um brilho à sua cara, este fruto também ajuda a clarear a cor da pele. Você pode facilmente aumentar a sua beleza, incluindo esta fruta saborosa na sua dieta regularmente.

As Mangas tratam o acne eficazmente visto que abrem os poros obstruídos da pele. Uma vez que estes poros são abertos, a formação de acne, eventualmente, pára. A Desobstrução dos poros da pele pode ser uma maneira eficaz de se livrar da acne. Para usufruir deste benefício, não há necessidade de comer mangas regularmente, mas tudo que você precisa fazer é remover a polpa de manga e aplicá-la na pele por cerca de 10 minutos e depois lave-a.

Previne o envelhecimento

As Mangas contêm quantidades elevadas de vitaminas A e vitamina C, o que ajuda a produzir proteína de colágeno dentro do corpo. Os Colágenos ajudam a preservar os vasos sanguíneos e tecidos conectivos do corpo, assim, desaceleram o processo de envelhecimento da pele. Assim, as mangas podem ser chamadas de alimentos anti envelhecimento. Agora você pode restaurar sua juventude através de um método muito natural, saboroso e delicioso.

Promove a saúde do cérebro

As Mangas têm grandes quantidades de vitamina B-6, que é vital para manter e melhorar as funções cerebrais. Essas vitaminas ajudam na fusão dos principais neurotransmissores que contribuem para determinar o estado de espírito e modificação de padrões de sono.

As Mangas fornecem quantidades adequadas dessa vitamina naturalmente. Assim você pode ter certeza de um cérebro e de um funcionamento do nervo saudável com a ingestão regular de manga. O teor de ácido glutamina na manga melhora o poder de concentração e memória.

Aumenta a imunidade do corpo

Como disse anteriormente, tanto como as cenouras, as mangas também são ricas em grandes quantidades de beta-caroteno. Este elemento de manga ajuda a melhorar o sistema imunológico do corpo e faz com que esteja mais fortalecido. O Beta-caroteno é transformado em vitamina A, eventualmente, dentro do corpo.

A vitamina A é uma vitamina antioxidante e garante proteção contra os radicais livres que podem prejudicar o seu sistema interno. Assim, as mangas são uma ótima opção em sua dieta regular, que não só lhe garantem uma vida livre de doenças, mas também o encantam com seu sabor magnífico.