Causas do inchaço nas pernas

Cinco passos para um cabelo perfeito
Dicas para mulheres de 20 anos perderem peso
O inchaço localizado nas pernas, também conhecido como edema, pode ser sinal de uma condição médica subjacente. Pode indicar, por exemplo, problemas renais ou mesmo insuficiência cardíaca. Levantar as pernas, usar meias de compressão, observar a ingestão de sal e tomar um diurético (pílula de água) são medidas que podem ajudar a eliminar o edema nas pernas. Felizmente, as causas das pernas inchadas podem ser gerenciadas de forma eficaz.

Síndrome nefrótica (nefrose)

A síndrome nefrótica, ou nefrose, é um problema em que quantidades excessivas de proteína são encontradas na urina. A Clínica Mayo afirma, em seu site, que sintomas específicos incluem o inchaço dos tornozelos, dos pés ou do rosto. Assim como as pernas podem ser afetadas. A síndrome nefrótica também causa ganho de peso e uma urina que parece espumosa no banheiro (isso é a proteína).

A destruição dos vasos sanguíneos nos rins pode levar à síndrome nefrótica. Outras causas dessa enfermidade incluem a amiloidose, uma condição em que as proteínas chamadas amiloides acumulam-se nos órgãos; doença renal diabética; e doença de lesão mínima, uma doença renal encontrada em crianças.

O tratamento da síndrome nefrótica envolve a terapêutica dos sintomas específicos. Medicamentos como benazepril podem ajudar a controlar a pressão arterial; diuréticos, como furosemida, podem ajudar a eliminar o excesso de fluido; e medicamentos como a atorvastatina podem ajudar a reduzir os níveis de colesterol. Além disso, os antibióticos podem ser prescritos para tratar infecções, e medicamentos como a varfarina podem ajudar a prevenir coágulos sanguíneos. Às vezes, tomar corticosteroides pode diminuir a inflamação no corpo.

Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca refere-se a uma condição em que o coração não consegue bombear sangue suficiente para o corpo. Os sintomas específicos de insuficiência cardíaca incluem o inchaço dos pés ou dos tornozelos. As pernas também podem estar envolvidas. Sintomas adicionais incluem falta de ar, tosse, ganho de peso, dificuldade em dormir, indigestão, perda de apetite, inchaço do estômago e batimentos cardíacos doloridos. Náuseas, vômitos, perda de concentração e micção pouco frequente são outros sintomas.

A doença arterial coronária, uma condição em que o colesterol obstrui os vasos sanguíneos, é a causa mais comum de insuficiência cardíaca, informa o site MedlinePlus. No entanto, alterações no músculo cardíaco e toxinas como o álcool podem levar à insuficiência cardíaca, assim como as anormalidades do ritmo cardíaco e distúrbios da válvula cardíaca.

O tratamento da insuficiência cardíaca envolve a mudança de estilo de vida. Limitar a ingestão de sal, exercitar-se diariamente, perder peso e alimentar-se com refeições saudáveis ​​podem ser atitudes benéficas. Os pacientes podem tomar medicamentos como captopril, candesartan e metoprolol para administrar os sintomas de insuficiência cardíaca.

Síndrome nefrítica aguda

Na síndrome nefrítica aguda, as pequenas estruturas filtrantes no rim, chamadas de glomérulos, ficam inflamadas. Os sintomas incluem inchaço das pernas, pés, olho, estômago, mãos ou rosto. Essa síndrome também causa urina sangrenta, visão desfocada, tosse, sonolência e confusão.

Algumas causas da síndrome nefrítica aguda são pneumonia de Klebsiella, vasculite (inflamação de vasos sanguíneos), hepatite, síndrome de Goodpasture, sarampo e endocardite infecciosa (tipo de infecção cardíaca).

O tratamento da síndrome nefrítica aguda envolve a limitação de sais, fluidos e potássio. Medicamentos anti-inflamatórios e corticosteroides podem ser usados ​​para reduzir a inflamação, segundo o site MedlinePlus.

Cinco passos para um cabelo perfeito
Dicas para mulheres de 20 anos perderem peso

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Pele seca durante os meses de inverno

Quais são os sinais de pele seca devido ao frio? Os sintomas reveladores da pele seca são fáceis de detectar:...

Fechar