Dores de cabeça devido ao baixo nível de vitamina D

Cuidar da pele com kiwis
A toranja ajuda na digestão

Você já ouvir falar sobre nível de vitamina D no organismo? Seu médico verifica seu nível em seu check-up anual?

Embora a vitamina D desempenhe um papel na saúde dos ossos, há dados inconsistentes sobre o seu papel em outras condições médicas, tais como doença cardíaca, doenças autoimunes, câncer e perturbações de dor, como a dor crônica e dores de cabeça.

O que é vitamina D?

A vitamina D é uma vitamina solúvel em gordura que existe em duas formas:

Colecalciferol (vitamina D3): derivada de luz ultravioleta que penetra na pele e presente no óleo de peixe, tal como salmão e atum.
Ergocalciferol (vitamina D2): derivada do esterol, ergosterol, e encontrada naturalmente em cogumelos Shiitake secos ao sol.
Ambas as formas de vitamina D são usadas ​​na fortificação de alimentos e em suplementos de vitamina D.

O que é deficiência de vitamina D?

Quando os indivíduos são deficientes em vitamina D, os níveis do hormônio paratireoide aumentam no corpo, fazendo com que o cálcio seja sugado a partir dos ossos. Isso leva ao enfraquecimento do osso, causando raquitismo nas crianças e osteomalácia em adultos, dor muscular e fraqueza.

Se o seu médico decidir verificar o status da vitamina D, ele vai medir o seu nível de 25-hidroxivitamina D.

O que causa deficiência de vitamina D?

Uma série de condições médicas podem predispor indivíduos à deficiência de vitamina D, incluindo:

  • doença renal ou hepática
  • má absorção, como na doença celíaca
  • tomar medicamentos que inibem o metabolismo da vitamina D (por exemplo, certos medicamentos anticonvulsivos)
  • baixa exposição à luz solar é também uma preocupação para a deficiência de vitamina D, especialmente naqueles que residem em lares de idosos ou que vivem em regiões geográficas com pouca luz do dia.

Vitamina D e dor de cabeça

Pode haver uma ligação entre dores de cabeça e deficiência de vitamina D. Um pequeno estudo em oito pacientes identificou uma relação entre deficiência de vitamina D e dores de cabeça crônicas do tipo tensional.

Todos os pacientes incluídos no estudo tinham níveis baixos de vitamina D (níveis de 25-hidroxivitamina D < 10 ng/ml) e tiveram pouco ou nenhum alívio da sua dor de cabeça com drogas convencionais. Os pacientes foram suplementados com vitamina D por dia (1.000-1.500 IU) e cálcio (1.000 mg) e o alívio da dor foi obtido dentro de poucas semanas de terapia.

Os pesquisadores consideraram que o alívio da dor experimentado pelos participantes foi atribuído aos suplementos de vitamina D e não aos suplementos de cálcio. Eles explicaram que os níveis de cálcio normalmente voltaram ao normal dentro de uma semana, mas os pacientes não sentiram alívio de sua dor de cabeça até quatro a seis semanas após o início da terapia, que é quando os seus níveis de vitamina D começaram a voltar ao normal.

Em outro estudo, os pesquisadores descobriram que com o aumento da latitude (aproximando-se do Polo Norte e do Sul e mais longe do Equador), a prevalência de dores de cabeça, tanto enxaqueca como dor de cabeça tensional, aumentou.

 

Cuidar da pele com kiwis
A toranja ajuda na digestão

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Benefícios à saúde ao beber suco de cenoura

Segundo especialistas, a cenoura faz parte da dieta humana há vários anos, sendo utilizada pelos britânicos inclusive para fazer suco,...

Fechar