É seguro levar o meu bebê à igreja?

O grão-de-bico pode reduzir o colesterol?
Por que eu não posso recordar meus sonhos quando acordo?

Depois que seu bebê nasce, amigos e familiares ficam ansiosos para conhecê-lo – o que inclui a sua família da igreja. Levar o recém-nascido a uma igreja dependerá tanto do bebê quanto do seu pós-parto. Se você teve um parto cirúrgico, por exemplo, você tem um período de recuperação mais longo do que a maioria das mulheres que deram à luz por parto normal. Ao levar seu bebê à igreja, algumas considerações são naturais e seguras.

Controle de infecção

A sabedoria popular diz que devemos manter o bebê em casa no primeiro mês de vida, mas isso não é necessário, desde que você siga algumas regras simples. Seu bebê tem anticorpos que recebeu no útero que impulsionam o seu sistema imunológico, e ele recebe mais anticorpo conforme você o amamenta. Evite as pessoas que estiverem doentes na igreja e limite o acesso ao seu bebê. Peça a todos para lavarem as mãos antes de o tocarem.

Contato limitado

Colocar seu bebê em um sling na igreja é uma maneira fácil de restringir o acesso e reduzir sua exposição aos germes. O sling também irá ajudá-la a amamentar seu bebê discretamente, mesmo que sentada no banco da igreja.

Com um sling, você tem mais controle sobre quem vê e toca o seu bebê. Se você tiver preocupações sobre um indivíduo específico, pode dizer: “o bebê está dormindo e eu não quero perturbá-lo” ou “Estou tentando fazê-lo sossegar agora, então prefiro que você o veja quando ele estiver mais confortável”. Você também pode impor um “olhe, mas não toque”, uma política em que o bebê permanece escondido perto de você no carrinho, longe daqueles que não tenham acabado de lavar as mãos.

Algumas igrejas têm uma cabine de enfermagem ou berçário, onde há o serviço de assistência ao bebê. É outra maneira de limitar a exposição do seu recém-nascido a um grande número de pessoas.

A enfermaria

A maioria das igrejas tem políticas estritas contra um filho doente na creche, mas acontece. Políticas comuns em berçários também exigem que os trabalhadores lavem as mãos entre mudanças de fraldas, alimentação e outros contatos com os bebês. Se você vai ou não deixar o bebê no berçário pode depender de quantas crianças estão na creche e seu conforto em deixar um pouco o seu lá.

Se seu bebê torna-se exigente na igreja, o berçário pode ser um lugar em que você resolve a questão do seu filho sem perturbar outros adoradores. Considere estes pontos cuidadosamente antes de decidir se é melhor seu bebê ficar com você ou no berçário.

Batismo infantil

Sua decisão de levar o seu bebê à igreja pode ser motivada em parte pelo seu desejo de ter seu filho batizado logo após o nascimento. Se a sua igreja mergulha o bebê durante um batismo infantil, você pode esperar até que o bebê tenha poucos meses de idade para minimizar as preocupações de risco de doença ao despi-lo e deixá-lo molhado. Pergunte ao seu pastor ou padre quais são as políticas de sua igreja sobre o melhor momento para o batismo. Se você tem um bebê com problemas imunológicos, explique a sua situação e pergunte sobre um batismo privado para minimizar a exposição a outros.

O grão-de-bico pode reduzir o colesterol?
Por que eu não posso recordar meus sonhos quando acordo?

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Ter medo de pessoas: como tratar este problema?

Se você tem medo excessivo de pessoas a tal ponto que isso interfere em sua rotina diária, você pode estar...

Fechar