Herpes genital durante a gravidez

Por setembro 1, 2017 Taís Sem Comentários
Ginseng para combater resfriados
O sistema endócrino e o envelhecimento

O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível. Isso significa que ele pode ser passado de uma pessoa para outra por qualquer tipo de contato sexual. Isso inclui sexo genital, oral e anal. A gravidez não a protege de pegar herpes.

Vírus herpes simples tipo 1 e vírus herpes simples tipo 2

Vírus herpes simples tipo 1 (HSV-1) é o vírus que é responsável pelo herpes nos lábios e cerca de 50% do herpes genital. Também são conhecidos como bolhas de febre.

Vírus herpes simples tipo 2 (HSV-2) pode causar herpes genital (área genital, ânus, coxas etc.) e lesões na boca, no caso de sexo oral com um parceiro infectado. Ambas as formas de HSV ficarão em seu corpo para sempre, causando sintomas ao longo da vida.

O vírus pode estar dormente, o que significa que você não é contagioso. Quando você está contagioso, o vírus é considerado ativo. Embora a maioria das pessoas tenha algumas lesões enquanto estão ativas, nem todo mundo as tem.

Os sintomas do herpes

Os sintomas variam muito e podem passar despercebidos porque a pessoa não os reconhece.

  • Sensação de coceira ou ardor nos órgãos genitais ou região anal
  • Dor na área genital
  • Descarga de fluido a partir da vagina
  • Lesões no colo do útero ou na vagina
  • Com o primeiro surto, você pode ter sintomas de gripe também
  • Normalmente, uma vez que você tenha sido exposto, desenvolverá feridas dentro de 2 a 10 dias.

Como tratar o herpes genital?

Atualmente, não há cura para o herpes. Uma vez que você tem, sempre terá. Embora existam medicamentos que podem diminuir o risco de futuros surtos.

Não há indicações de que esses medicamentos não aumentem o risco de malformações congênitas quando tomados durante a gravidez:

  • Aciclovir (Zovirax)
  • Valaciclovir (Valtrex)

O que fazer com um surto de herpes durante a gravidez

Herpes durante a gravidez causa alguma preocupação. Se você tem o seu primeiro surto de herpes na gravidez, é possível transmitir herpes ao seu bebê. Isso significa que ele pode nascer prematuramente ou até mesmo morrer. No entanto, se você já teve surtos antes e você está simplesmente tendo uma recorrência, isso geralmente não é um risco para o feto.

Durante um episódio de herpes ativo, seja o primeiro episódio ou uma repetição de um, você deve seguir alguns passos simples para acelerar a cicatrização e evitar a propagação da infecção a outros lugares do corpo ou para outras pessoas.

  • Não toque nas feridas
  • Mantenha-as limpas e secas
  • Não tenha contato sexual com ninguém até que você esteja completamente curado
  • Lave suas mãos

O que fazer com um surto de herpes no trabalho de parto

Se você está livre de sintomas e começa o trabalho de parto, isso não vai mudar seus planos para o parto. O único risco de ser infectado é se você tem um surto e o bebê puder entrar em contato com a ferida ativa durante o nascimento. Esta seria uma razão para fazer uma cesariana. Você deve conversar com seu médico ou parteira sobre a observação de sinais de um surto para prevenir herpes neonatal.

Ginseng para combater resfriados
O sistema endócrino e o envelhecimento

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Como manter sua mente jovem

Existe uma maneira de manter sua mente 8 anos mais jovem. Cientistas descobriram que prevenir acidente vascular cerebral mantém sua...

Fechar