Marticária
História das Algas Marinhas

O óleo essencial é extraído das flores frescas da lavanda e utilizado para fins medicinais.

Uma série de estudos têm relatado que o óleo essencial de lavanda pode ser benéfico para uma variedade de doenças, incluindo a insónia, a alopecia (queda de cabelo), a ansiedade, o stress a dor pós-operatória. No entanto, a maioria desses estudos tem sido insuficiente. A lavanda também está a ser estudada pelas propriedades antibacterianas e antivirais. O óleo de lavanda é usado frequentemente noutras formas de medicina integrativa, como a massagem, a acupunctura, e a manipulação quiroprática.

 Insónia ou agitação

Na cultura popular, as almofadas eram enchidas com flores de lavanda para ajudar as pessoas inquietas a dormir. As provas científicas sugerem que a aromaterapia com lavanda pode diminuir a actividade do sistema nervoso, melhorar a qualidade do sono, estimular o relaxamento e melhorar o humor em pessoas que sofrem de distúrbios do sono.

Estudos sugerem também que a massagem com óleos essenciais, em especial de lavanda, pode resultar numa melhor qualidade do sono, num humor mais estável, numa melhor concentração e na redução da ansiedade. Num estudo recente, as pessoas que receberam uma massagem com lavanda sentiram-se menos ansiosas e mais positivas do que aquelas que receberam apenas uma massagem.

Diversos pequenos estudos sugerem que a aromaterapia com lavanda pode ajudar a reduzir a agitação em pacientes com demência. As flores de lavanda também foram aprovadas na Alemanha como um chá para a insónia, a agitação, e as irritações nervosas do estômago.

 Alopecia areata

Num estudo de 86 pessoas com alopecia areata (uma doença auto-imune que faz com que o cabelo caia, muitas vezes em madeixas), aquelas que massajaram o couro com lavanda e outros óleos essenciais diariamente durante sete meses, experimentaram um crescimento significativo de cabelo novo, em comparação com aquelas que massajaram o escalpe sem os óleos essenciais. No entanto, não existe nenhuma forma de saber qual a combinação de óleos que foi eficaz.

 Outros usos

Os aromaterapeutas também usam lavanda na terapia de inalação para tratar dores de cabeça, perturbações do sistema nervoso e exaustão. Os herbalistas tratam doenças da pele, tais como infecções fúngicas (como a candidíase), feridas, eczemas e acne, com óleo de lavanda. Este também é usado num banho para o tratamento de dores articulares e musculares.

Um estudo que avaliou o tratamento de crianças com eczemas descobriu que foi o toque terapêutico da mãe que melhorou os sintomas, noutras palavras, a massagem quer com os óleos essenciais (incluindo lavanda), quer sem estes, reduziram as feridas da pele seca e escamosa. Outro estudo constatou que o óleo de lavanda pode melhorar o controlo da dor após a cirurgia.

Cinquenta pacientes submetidos à cirurgia de biópsia da mama receberam ou oxigénio suplementado com óleo de lavanda ou apenas oxigénio. Os pacientes do grupo que recebeu a lavanda relataram um melhor controlo da dor do que os pacientes do grupo de controlo.

Marticária
História das Algas Marinhas