Os sintomas da urticária

Vitaminas das azeitonas
Alergia a desodorantes e antitranspirantes: como tratar?

A urticária é o termo médico utilizado para descrever uma reação cutânea. Ela é caracterizada por vergões e comichão na pele que variam em tamanho, a partir de pequenas ou grandes manchas.

A colmeia, ou pápula, é o resultado de alterações vasculares na pele que provocam um aumento, muitas vezes associado com comichão ou dor localizada. A maioria das pessoas não desenvolve apenas uma colmeia.

A urticária ocorre em até 20% da população. Pode afetar qualquer pessoa, de qualquer raça, em qualquer idade, ou em qualquer época do ano. Na maioria das vezes, mostra-se à noite ou de manhã logo após acordar. A coceira é geralmente pior à noite, muitas vezes interferindo com o sono.

Qualidade de vida com uticária

A urticária é uma daquelas doenças da pele que podem ser ligeiramente irritantes e estressantes para alguns e de fracos sintomas para outros. Portanto, os sintomas são graves quando a qualidade de vida do dia a dia é seriamente afetada.

Além do desconforto ao dormir, a urticária pode afetar a autoimagem. Isso é especialmente verdadeiro para aqueles que experimentam um surto persistente ou grave. Pode interferir com as atividades sociais e relações sexuais, tanto emocionalmente como fisicamente. Depressão e ansiedade não são incomuns naqueles que experimentam surtos crônicos.

Os anti-histamínicos são tipicamente prescritos para aqueles cuja condição é provocada por uma reação alérgica.

Tipos de urticária

A urticária é classificada como sendo aguda ou crônica dependendo da duração em que a erupção está presente. A urticária aguda dura menos de seis semanas, enquanto a urticária crônica vai muito além desse período.

A urticária aguda é mais comum em crianças e adultos jovens. A maioria é classificada como idiopática, ou seja, não sabemos a causa. Se o diagnóstico é feito, o culpado provável pode ser uma infecção, uma picada de inseto, ou alergia a um alimento ou a medicamentos.  A urticária aguda geralmente é resolvida por conta própria.

A urticária crônica, em contraste, não é resolvida rapidamente e pode requerer tratamento médico. Em um estudo, 75% das pessoas com urticária crônica tiveram sintomas que duraram mais de um ano, enquanto 50% tinham sintomas por mais de cinco anos e 20% apresentavam sintomas por mais de uma década. No meio de todos esses casos, o agente agressor nunca foi encontrado.

A urticária crônica ocorre mais frequentemente em mulheres de meia-idade e raramente em crianças. Ela pode ser causada por muitos dos mesmos motivos da urticária aguda, mas também pode ser um sintoma de certas doenças.

Urticária física também é um caso possível. É causada por estímulos específicos (como o acariciar repetitivo de pele ou a exposição ao frio extremo) e tende a desaparecer quando o estímulo é removido.

Vitaminas das azeitonas
Alergia a desodorantes e antitranspirantes: como tratar?

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Alergia a desodorantes e antitranspirantes: como tratar?

Desodorantes e antitranspirantes são produtos cosméticos utilizados pela maioria dos adultos no mundo. Estão disponíveis individualmente ou como produtos combinados....

Fechar