Remédios naturais para o herpes labial

Por setembro 6, 2017 Taís Sem Comentários
Ácido láctico no cabelo
Melhorar a compreensão da leitura

O herpes labial é um aglomerado de pequenas vesículas cheias de líquido, dolorosas, que normalmente ocorrem na boca. Causada por um vírus comum chamado herpes simples (HSV-1), tem a forma de feridas contagiosas e que podem se espalhar de pessoa para pessoa através do contato pele a pele ou através da partilha de itens (como utensílios de cozinha, protetor labial, toalhas, cosméticos e alimentos), mesmo quando não são visíveis.

Pode haver dor ou formigamento de um a dois dias antes de as feridas aparecem.

As feridas duram cerca de 7 a 10 dias, mas às vezes podem demorar duas semanas ou mais para cicatrizar. Elas são, por vezes, confundidas com aftas, que não são contagiosas, mas produzem úlceras dolorosas pequenas nos tecidos moles da boca, como a língua e as paredes da boca.

Remédios naturais para as feridas

Embora não haja cura para as feridas, existem alguns remédios que estão sendo explorados para minimizar os surtos, controlar a dor ou promover a cicatrização.

1) Erva-cidreira
Erva-cidreira (Melissa officinalis) é uma erva da família das mentas que pode promover a cura das bolhas. Em estudos preliminares de laboratório, o extrato de erva-cidreira foi citado como tendo um efeito antiviral contra o vírus herpes simples.

2) Lisina
Um aminoácido essencial, a lisina deve ser obtida a partir de alimentos ou suplementos, porque o corpo não pode fazê-lo por conta própria. A lisina serve como um bloco de construção para proteínas no organismo.

Estudos preliminares sugerem que suplementos de lisina podem ajudar a reduzir a frequência e a duração dos surtos. A lisina está disponível também na forma de unguento ou creme.

3) Própolis
Também conhecida como própolis de abelha, a própolis é uma substância resinosa recolhida por abelhas a partir de gemas de álamo e coníferas e usadas para “cimentar” suas colmeias.

Uma revisão de estudos publicados anteriormente classificou a própolis como “possivelmente eficaz” para as feridas. Especificamente, a aplicação de um unguento de própolis 3% pode ajudar a melhorar o tempo de cura e reduzir a dor das feridas.

4) Redução da tensão
Para algumas pessoas, terapias de relaxamento, como meditação, exercícios de respiração profunda, atenção plena ou ioga, podem ajudar a tratar as feridas, já que elas se propagam durante períodos de estresse.

5) Compressa fria
Aplicar uma compressa fria e úmida na área pode reduzir a vermelhidão, ajudar a remover crostas e aliviar um pouco o desconforto.

Outros remédios

Creme de ruibarbo: um estudo alemão examinou o creme de ruibarbo em comparação com o creme de sálvia e o creme de aciclovir em pessoas com feridas orais de herpes. A preparação de sálvia-ruibarbo tópica combinada foi tão eficaz como o creme de aciclovir tópico e tendeu a ser mais ativa do que o creme de sálvia sozinho.
Resveratrol creme: um composto encontrado nas uvas vermelhas, o resveratrol, pode ter alguma atividade contra o vírus herpes simples, de acordo com estudos de laboratório. Por exemplo, um estudo em animais demonstrou que o resveratrol creme aplicado topicamente entre duas e cinco vezes por dia suprimiu o desenvolvimento de feridas, se aplicado uma ou seis horas após a infecção com o vírus do herpes.

Ácido láctico no cabelo
Melhorar a compreensão da leitura

Poste um comentário

Leia o post anterior:
Astrágalo é bom para a saúde?

Astrágalo é uma planta nativa da Ásia. O nome chinês da erva, huang qi, significa “líder amarelo”, porque a raiz...

Fechar