Foto Pimentos #2
Sementes de Girassol

Todas as boas notícias sobre o facto de o tofu ser um alimento bom para a saúde são verdadeiras. O tofu é uma boa fonte da proteína, especialmente a proteína de soja, bem como numerosos outros nutrientes necessários para uma saúde sã. Embora fosse possível escrever um livro inteiro com uma revisão completa de todos os benefícios da soja, recentemente tem havido alguma controvérsia quanto à medida em que a soja é um alimento bom saúde; esta questão é abordada na secção «Existem preocupações especiais a ter com os alimentos de soja?»

Benefícios cardiovasculares da Proteína de Soja

Estudos da proteína de soja realizados nos últimos anos demonstraram que a ingestão regular da proteína de soja pode ajudar a diminuir os níveis de colesterol total até 30%, a reduzir os níveis de LDL (mau colesterol) até 35-40%, a reduzir os níveis de triglicérides, a diminuir a tendência das plaquetas para formarem coágulos no sangue, e possivelmente até mesmo a aumentar os níveis de HDL (colesterol bom).

Tudo isto parece muito bom para pessoas que estão a tentar evitar a arteriosclerose ou doenças cardiovasculares relacionadas com a diabetes. Níveis elevados de colesterol LDL podem levar a uma acumulação de depósitos de colesterol nos vasos sanguíneos. Se estes depósitos se tornarem muito grandes ou rebentarem, podem causar um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral. Os triglicérides transportam a gordura no sangue, pelo que níveis altos de triglicérides, que são frequentemente detectados na diabetes, também podem contribuir para o desenvolvimento e crescimento desses perigosos depósitos de colesterol e para doenças cardiovasculares.

Para além disso, os coágulos de sangue podem ser outro grande problema para as pessoas com doenças cardíacas, uma vez que podem precipitar um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral. Contudo, a proteína de soja pode resolver todos esses problemas, havendo um risco muito reduzido de doença cardíaca.

 A soja ajuda a suportar a menopausa

Foi demonstrado que a soja também é útil no alívio dos sintomas associados à menopausa. Os alimentos da soja, como o tofu, contêm fitoestrógenos, especialmente as isoflavonas, genisteína e daidzeína. No organismo feminino, estes compostos podem fixar-se em receptores de estrógeno e agir como estrogénios muito fracos.

Durante a perimenopausa, quando os níveis de estrógeno fluctuam, atingindo níveis muito elevados e, em seguida, caindo abaixo do normal, os fitoestrogénios da soja podem ajudar a manter o equilíbrio, bloqueando o estrogénio quando os níveis sobem excessivamente, e aumentando-o, quando os níveis de estrogénio são baixos. Quando a produção de estrogénio natural descresce na menopausa, as isoflavonas da soja podem fornecer actividade estrogénica suficiente para prevenir ou reduzir os sintomas desconfortáveis, como as ondas de calor.

Os resultados dos ensaios de intervenção sugerem que as isoflavonas da soja podem também promover a reabsorção óssea e, deste modo, inibir a osteoporose na pós-menopausa. Além disso, a maior parte dos diversos tipos de tofu são enriquecidos com cálcio, que pode ajudar a prevenir a perda óssea acelerada que é um risco para as mulheres durante a menopausa.

O cálcio também é útil na artrite reumatóide, uma doença em que o cálcio pode ajudar a reduzir a perda óssea que pode ocorrer como resultado da doença. O tofu é uma boa fonte de cálcio. 113 g fornecem cerca de 10% do valor diário de cálcio e contêm apenas entre 70 a 90 calorias.

 Rico em minerais que fornecem energia e antioxidantes

O tofu é uma boa fonte de ferro, e 113 g proporcionam 33,8% do valor diário deste importante mineral. O ferro encontra-se principalmente na hemoglobina, uma molécula essencial para a produção de energia, uma vez que é responsável pelo transporte e pelo fornecimento de oxigénio ao organismo.

Contudo, a síntese de hemoglobina depende também do cobre. Sem o cobre, o ferro não pode ser adequadamente utilizado nas células vermelhas do sangue. Felizmente, ambos os minerais são fornecidos pelo tofu, que também contém 11,0% do valor diário de cobre.

Além do seu papel na síntese da hemoglobina, o cobre pode ser útil na redução dos sintomas da artrite reumatóide. O cobre, juntamente com o manganês (outro mineral do qual o tofu é uma fonte muito rica), é um cofactor essencial de uma enzima oxidativa indispensável denominada superóxido dismutase. O superóxido dismutase mitiga os radicais livres produzidos dentro das mitocôndrias (as fábricas de produção de energia dentro das células).

O cobre é também necessário para a actividade da lisil oxidase, uma enzima envolvida na ligação cruzada do colagénio e da elastina, os quais fornecem a substância fundamental e a flexibilidade dos vasos sanguíneos, dos ossos e das articulações. 113 g de tofu fornecem 34,5% do valor diário de manganês.

 Tofu rico em proteína

Se é da opinião de que uma refeição sem carne equivale a uma refeição sem proteína, pense novamente. 113 g de tofu fornecem 9,2 g de proteína, ou seja, 18,3% do valor diário de proteína, está virtualmente livre de gordura saturada (menos de 1 grama), e tem apenas 86 calorias.

Foto Pimentos #2
Sementes de Girassol