Nutrição > Cereais > Milho

Embora o milho esteja disponível nos mercados durante todo o ano devido às variedades cultivadas localmente, é nos meses de Verão que se deve comprar dado que o seu gosto é melhor e até porque geralmente é menos caro.

O milho cresce em “espigas”, as quais estão cobertas de fileiras de grãos (cerca de duzentos a quatrocentos por cada), que são em seguida protegidas por fios de seda a que se dá o nome de “cabelo de milho” e que está envolto numa casca.

Leia também  Benefícios de saúde do suco de arando-vermelho

O milho é conhecido cientificamente como pertencendo ao género Zea (existindo vários tipos: Zea Diploperenis, Zea Luxurians, Zea Mays ssp. Huehuetenangensis, Zea Mays ssp. Mays, Zea Mays ssp. Mexicana, Zea Mays ssp. Parviglumis, Zea Nicaraguensis, Zea Perennis).
O apelido deste género (Zea) reflecte o seu nome tradicional, em virtude de o milho ser conhecido pelos nativos americanos, bem como muitas outras culturas em todo o mundo.

O milho é um ícone da cultura americana.
Não só representa as tradições americanas nativas, como serve de símbolo de divertimento para churrascos e noites de Verão no cinema.

Leia também  Propriedades das Sementes de Girassol

Contudo, o milho na forma de xarope de milho, é também um ingrediente aplicado em muitos outros alimentos que se consomem diariamente na alimentação.

Apesar de o milho ser quase sempre associado à cor amarela, existem várias espécies e variedades deste vegetal, as quais têm uma profusão de cores diferentes, tais como o vermelho, o rosa, o preto, o branco e o azul.

O milho cresce em “espigas”, as quais estão cobertas de fileiras de grãos (cerca de duzentos a quatrocentos grãos por cada), que são em seguida protegidos por fios de seda a que se dá o nome de “cabelo de milho” e que está envolto numa casca.