Dieta > Que alimentos protegem o fígado?

Que alimentos protegem o fígado?

  • 0
  • setembro 22, 2019
O fígado é responsável pela decomposição dos hidratos de carbono, produção de glicose e desintoxicação do corpo. Também armazena nutrientes e cria a bílis, que é necessária para digerir e absorver adequadamente os nutrientes nos alimentos. Há muitos alimentos e bebidas que uma pessoa pode consumir para ajudar a proteger o fígado.

Alguns dos melhores alimentos e bebidas que são bons para o fígado incluem:

1. Café

Uma análise de 2013 publicada na revista Liver International sugere que mais de 50% das pessoas no Brasil consomem café diariamente.

O café parece ser bom para o fígado, especialmente porque protege contra problemas como a doença hepática gordurosa.

A revisão também observa que a ingestão diária de café pode ajudar a reduzir o risco de doença hepática crônica. Pode também proteger o fígado de condições prejudiciais, como o cancro do fígado.

Um estudo de 2014 que aparece no Journal of Clinical Gastroenterology sugere que os efeitos protetores do café são devidos à forma como ele influencia as enzimas hepáticas.

O café, relata, parece reduzir o acúmulo de gordura no fígado. Também aumenta os antioxidantes protectores no fígado. Compostos no café também ajudam as enzimas do fígado a livrar o corpo de substâncias cancerígenas.

Leia também  Alimentos picantes: como pimenta pode ajudar a refrear a fome

2. Farinha de aveia

Consumir farinha de aveia é uma maneira fácil de adicionar fibra à dieta. Fibra é uma ferramenta importante para a digestão, e as fibras específicas em aveia pode ser especialmente útil para o fígado. A aveia e a farinha de aveia são ricos em compostos chamados beta-glucanos.

Como um estudo de 2017 no International Journal of Molecular Sciences relata, os beta-glucanos são muito ativos biologicamente no corpo. Eles ajudam a modular o sistema imunológico e lutar contra a inflamação, e eles podem ser especialmente úteis na luta contra a diabetes e obesidade.

A revisão também observa que os beta-glucanos de a aveia parece ajudar a reduzir a quantidade de gordura armazenada no fígado em ratinhos, o que também pode ajudar a proteger o fígado. No entanto, são necessários mais estudos clínicos para confirmar isto.

As pessoas que procuram adicionar aveia ou farinha de aveia à sua dieta devem procurar aveia inteira ou aveia cortada em aço, em vez de aveia pré-embalada. Farinha de aveia pré-embalada pode conter enchimentos como farinha ou açúcares, que não serão tão benéficos para o corpo.

Leia também  Encontrar o melhor plano de dieta para seu corpo

3. Chá verde

Um estudo de 2015 no World Journal of Gastroenterology observa que o chá verde pode ajudar a reduzir o conteúdo geral de gordura, lutar contra o estresse oxidativo e reduzir outros sinais de doença hepática gordurosa não alcoólica (NAFLD).

É importante notar que o chá pode ser melhor do que os extractos, pois alguns extractos podem danificar o fígado em vez de o curar.

O estudo observa que ainda não existem recomendações específicas para pessoas com esta condição para consumir chá ou extratos de chá, mas a ligação com a saúde do fígado é promissor.

4. Alho

Adicionar alho à dieta também pode ajudar a estimular o fígado. Um estudo de 2016 que aparece na revista Advanced Biomedical Research observa que o consumo de alho reduz o peso corporal e o conteúdo de gordura em pessoas com NAFLD, sem alterações na massa corporal magra. Isto é benéfico, já que o excesso de peso ou obesidade é um fator que contribui para a DHGNA.

Leia também  Valor Nutritivo da Tangerina

5. Bagas

Muitas bagas escuras, como mirtilos, framboesas e cranberries, contêm antioxidantes chamados polifenóis, que podem ajudar a proteger o fígado de danos.

Como um estudo no World Journal of Gastroenterology sugere, comer regularmente bagas também pode ajudar a estimular o sistema imunológico.

6. Uvas

O estudo que aparece no World Journal of Gastroenterology relata que uvas, suco de uva e sementes de uva são ricos em antioxidantes que podem ajudar o fígado, reduzindo a inflamação e prevenindo danos ao fígado.

Comer uvas inteiras, sem sementes, é uma forma simples de adicionar estes compostos à dieta. Uma semente de uva extractos-suplemento pode também fornecer antioxidantes.

Pedro Silva

Sobre Pedro Silva

O Pedro Silva é o editor chefe do i-legumes.net, especialista em nutrição. Ele é apaixonado por ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos de saúde e bem-estar.

Deixe um Comentário

pt_BRPortuguês do Brasil
es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil

Fique por dentro das últimas dicas sobre dieta, exercício e vida saudável.