Nutrição > Plantas > Sálvia- Benefícios para a Saúde

A sálvia da família das Lamiaceae tal como o alecrim, contém uma variedade de óleos voláteis, flavonóides (incluindo apigenina, diosmetine luteolina), e ácidos fenólicos, incluindo o ácido rosmarínico.

 Acção anti oxidante

O ácido rosmanírico é facilmente absorvido pelo trato gastrintestinal, e uma vez dentro do organismo, actua como um anti-inflamatório, alterando as concentrações de moléculas inflamatórias (como o leucotrieno B4).

O ácido rosmarínico da sálvia e do alecrim é igualmente um agente antioxidante, incluindo o SOD (superóxido dismutase); quando combinados, estes três componentes – flavonóides, ácidos fenólicos e enzimas anti-oxidantes – dão-lhe uma capacidade única para estabilizar o metabolismo do oxigênio evitando possíveis danos das células.
Recomenda-se a ingestão de sálvia como tempero de alimentos para pessoas com doenças inflamatórias como artrite reumatóide, asma brônquica, aterosclerose, entre outras. O poder natural antioxidante da sálvia levou algumas empresas a incluí-la como um aditivo para óleos de cozinha para evitar que rencem e prolongando a sua validade.

Leia também  Pau D´Arco - Benefícios para a Saúde

 Melhor função cerebral

Quer um bom conselho? Melhore as suas capacidade cognitivas acrescentando sálvia aos seus alimentos – sopas, ensopados, cozidos, saladas, etc.

Efectuaram-se vários estudos em 45 jovens para comparar dados entre os que tomaram apenas placebos e os que tomaram extracto de sálvia, contendo óleos essenciais, em doses padronizadas variando entre 50 e 150 microl., após o que, foram efectuados testes cognitivos, 1, 2, 4, 5 e 6 horas depois, em todos os estudos se verificou que, a ingestão até 50 microls de salvia melhorou imediatamente as capacidades cognitivas dos jovens envolvidos.

Leia também  Quais alimentos devo comer se eu estou tentando aumentar minhas chances de engravidar?

Mais Artigos