Dieta > Valor nutricional do pêssego

Valor nutricional do pêssego

  • 0
  • outubro 11, 2019

Tal como as nectarinas, os pêssegos são um fruto de caroço de tamanho moderado, com uma polpa suculenta e doce. A principal diferença entre os dois é a pele. Os pêssegos têm uma pele fina e coberta de penugem, enquanto as nectarinas são suaves sem penugem.

A polpa varia entre o branco e o laranja pálido.

Os pêssegos são separados em duas categorias: freestone e clingstone. Os pêssegos freestone são comumente comidos na mão por causa de ser fácil separar a polpa do caroço. Os pêssegos Clingstone são melhor para cozinhar e são o tipo mais comumente usado para enlatamento.

Fatos da nutrição

Fatos da nutrição do pêssego
Tamanho da dose 130g
Por dose Valor diário*
Calorias 51
Calorias de gordura 3
Gordura Total 0.3g 1%
Gordura Polinsaturada 0g
Gordura Monoinsaturada 0g
Colesterol 0mg 0%
Sódio 0mg 0%
Potássio 247mg 7%
Hidratos de carbono 12g 4%
Fibra alimentar 2g 8%
Açúcares 11g
Proteína 1.2g
Vitamina A 8,5% – Vitamina C 14% – Vitamina C
Cálcio 0,8% – Ferro 1,8% – Cálcio 0,8% – Ferro 1,8%
*Baseado numa caloria de 2.000 calorias dieta

Pêssegos e Carboidratos

Leia também  Cafeína após um treino

Um pêssego médio tem 12 gramas de carboidratos, 2 gramas de fibra e 11 gramas de açúcar. Os pêssegos são uma fruta de baixa glicemia, o que significa que terá um efeito mínimo sobre o açúcar no sangue.

Se você tiver o diabetes, anote que todos os povos reagem a determinados alimentos diferentemente e conseqüentemente fazer um teste simples do açúcar de sangue pode ajudar-lhe determinar como você responde a esta fruta. O índice glicêmico do pêssego é 28 e sua carga glicêmica é 4.

Gordura em Pêssegos

Os pêssegos são um alimento magro com menos de meio grama de gordura por porção.

A pequena quantidade de gordura nos pêssegos são gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas saudáveis do coração.

Proteína em Pêssegos

Os pêssegos não são uma fonte rica de proteína, mas um pêssego médio tem 1,2 gramas de proteína.

Micronutrientes em Pêssegos

Os pêssegos são ricos em micronutrientes, incluindo vitamina C, vitamina A, vitamina K e vitaminas do complexo B, como tiamina, niacina e riboflavina. A fruta também contém 247 mg de potássio, o que representa 7% das suas necessidades diárias recomendadas.

Benefícios para a Saúde

Os pêssegos são ricos em antioxidantes, especialmente a vitamina C. Os antioxidantes procuram e destroem os radicais livres, que são o resultado da oxidação no corpo e podem levar a doenças cardíacas, derrames, câncer e outras doenças inflamatórias crônicas. A vitamina C é talvez um dos antioxidantes mais conhecidos. Além de ter benefícios antioxidantes, a vitamina C ajuda a aumentar a imunidade, a reparação celular, incluindo a cicatrização de feridas, bem como tem propriedades anti-envelhecimento.

Leia também  Os benefícios da Dieta Cetogênica

Os pêssegos também são uma boa fonte de fibras. A fibra é importante para todas as pessoas, pois ajuda a remover o colesterol do corpo, promove a saúde intestinal, aumenta a saciedade e pode ajudar a estabilizar o açúcar no sangue. Uma dieta rica em fibras pode ajudar a prevenir certos tipos de câncer e reduzir o risco de diabetes e doenças cardíacas.

Além disso, comer uma dieta rica em fibras pode ajudar a mantê-lo cheio e promover a perda de peso.

Os pêssegos contêm carotenóides, nomeadamente, provitamina A, α-caroteno, β-caroteno, que pode ser sintetizado em vitamina A, que é essencial para a visão normal e a saúde imunitária.

Além disso, estudos em animais encontraram compostos em pêssegos que podem ajudar a combater certas doenças, incluindo o cancro da mama. Em um estudo, procianidinas, antocianinas e quercetina em extratos de pêssego foram encontrados para inibir o crescimento de certas células de câncer de mama.

Leia também  5 dicas para aumentar rapidamente seu metabolismo

Outro estudo descobriu que compostos bioativos em pêssegos (bem como ameixas e nectarinas) podem inibir o diabetes relacionado à obesidade e doenças cardiovasculares.

Pesquisadores acreditam que as antocianinas, ácidos clorogênicos, derivados da quercetina e catequinas dessas frutas trabalham sinergicamente para reduzir o LDL ou “mau” colesterol, obesidade e inflamação relacionada à síndrome metabólica.

Estes estudos, no entanto, não foram realizados em humanos.

Alergias e Interacções

Alguns adultos e crianças podem ser alérgicos aos pêssegos, particularmente pessoas com alergias ao pólen de bétula porque a proteína do pólen de bétula é semelhante à proteína do pêssego. Os sintomas comuns de alergia ao pêssego incluem comichão na boca ou garganta, ou inchaço dos lábios, boca, língua ou garganta.

Pedro Silva

Sobre Pedro Silva

O Pedro Silva é o editor chefe do i-legumes.net, especialista em nutrição. Ele é apaixonado por ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos de saúde e bem-estar.

Deixe um Comentário

pt_BRPortuguês do Brasil
es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil

Fique por dentro das últimas dicas sobre dieta, exercício e vida saudável.